segunda-feira, 14 de outubro de 2019


FITAS E MÚSICAS | São filmes que falam com música. É cinema que é som ao vivo. É vida na tela e no palco. É arte viva. É o FILM FEST Festival de Cinema Musicado ao Vivo. Está a decorrer em Setúbal. E não é coisa que se perca. Até às próximas.

domingo, 13 de outubro de 2019

EM VOZ ALTA | Desta vez é a novíssima poesia portuguesa a subir ao estrado. Jorge Silva Melo e Nuno Gonçalo Rodrigues vão dizer poemas de jovens autores portugueses. É bom perceber que há gente nova a tratar bem a língua de Camões e Pessoa. Próxima quinta-feira, na Casa Da Cultura | Setúbal.

sábado, 12 de outubro de 2019


PÚBLICO ILUSTRADO | A edição impressa do jornal Público saiu hoje completamente ilustrada por artistas portugueses que fazem ilustração profissionalmente. A causa é a Abertura BIG - Bienal de Ilustração de Guimarães 2019. Festeja-se a ilustração em Portugal.

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

RATOEIRA | Muito sinceramente acho esta importância que se está a dar ao fascista de Loures excessiva. Os seguidores da criatura não lhe encontram defeitos. Só virtudes. Bebem-lhe as palavras e aplaudem as "atitudes". Ele sabe disso e porta-se como se a vergonha não existisse. Com a relevância que lhe é dada os fãs ficam numa excitação sem limites e multiplicam-se como ratos. São ratos. E já há muitos por aqui.

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

CONTRA A CULTURA E QUEM A APOIAR | O palonço do palácio do Planalto não quer Chico premiado. Chico considerou a afronta prémio e fez declaração de voto. Parabéns, senhor Chico Buarque. As condecorações valem o que valem, isto é, nada quando dependem da assinatura de um palonço.
Fonte Estadão

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

MORREU ROGÉRIO RODRIGUES | Foi um exemplar jornalista e analista político. Comunicava sem delongas, sem excessos palavrosos. José Afonso leu uma reportagem, no Diário de Lisboa, onde contava a história de uma mulher, visivelmente perturbada, que dançava nua numa rua da cidade, despertando a solidariedade dos populares que passavam e os instintos pouco recomendáveis de um fotógrafo em busca de sensação. O resultado dessa leitura foi uma extraordinária canção que se tornou referência na luta pela dignidade. No blogue Torre de Moncorvo, Rogério Rodrigues contou o que sentiu ao perceber a relevância do seu texto — publicado em anexo. Morreu agora. Era um grande jornalista. Mas sobre isso o Luís Osório já disse o melhor que pode ser dito. E eu digo: muito obrigado, Rogério Rodrigues.
Fonte Torre de Moncorvo, Blogue
PRÉMIO LITERÁRIO JOSÉ SARAMAGO Afonso Reis Cabral venceu o Prémio Saramago. Conheço-o desde o tempo em que ele animava o blogue Janelar. Mirou o meu BlogOperatório e pediu ajuda para especificidades blogosféricas. O talento literário, esse, já por ali andava. Fico portanto contente por este reconhecimento — o livro é muito bom — e aguardo uma data para que se desloque a um Muito cá de casa. Isto apesar de ter estado muito recentemente na Culsete para falar com leitores. Não pude comparecer e tenho pena. Parabéns, Afonso. Até já.

terça-feira, 8 de outubro de 2019


NÃO ENTRES TÃO DEPRESSA NESSSA NOITE ESCURA | Já todos percebemos que os novos cromos que agora se sentam em S. Bento vêm do PPD e do CDS. Como estão com alguma saída — milhares de cromos votaram neles — é provável que, com as novas lideranças dos referidos partidos o discurso penda para os extremismos sugeridos pelos novos cromos. Em breve, a casa da democracia é capaz de ficar com uma chusma de gente que é contra ela. O fascista de Loures já assegura aos seus fiéis que daqui a oito anos será, de certeza absoluta, maioritário. Provavelmente com vontade de impôr partido único. Os fiéis comem tudo o que estes impostores lhes fornecem. Não ouvem a razoabilidade. A imprensa/tubarão vai ser maioritariamente mal frequentada. Corremos riscos. Muitos. Todo o cuidado é pouco.
O título desta publicação foi descaradamente roubado a António Lobo Antunes. Estava apropriado.

domingo, 6 de outubro de 2019

RESUMINDO E CONCLUINDO | A direita está nas lonas. Cristas desanda. Rio é grosseiro e mesquinho, como sempre. O novo eleito do Iniciativa Liberal é ressabiado antes de tempo. O Fascista de Loures vai parlamentar. É mais para lamentar. Os alarves da extrema direita preferiram o Ventura em vez do Lopes.
Vamos então falar de coisas sérias. Jerónimo foi digno e inteligente. Catarina foi efusiva, mas razoável. Costa foi esperto e prudente. O resultado do Livre foi justo e bom. Boa noite.

Tolentino Mendonça: "Ser cardeal é tão pesado como ser operário ou refugiado"Fonte VISÃO

CAMINHOS | Tolentino não precisa da minha defesa para nada. E não é essa a minha intenção. Mas estas frases propaladas assim a seco, retiradas do rumo da conversa, tiram-me do sério. Isto há muito que acontece. Provavelmente estes títulos são percursores das agora populares fakenews. Era bom que se lesse o texto antes de se divulgar o título com ganas de se deitar abaixo o homem. Digo eu, que não sou crente, nem para lá caminho.

sábado, 5 de outubro de 2019

REFLEXÃO | Parafraseando o que se dizia em relação ao outro: Eles não. Fim de citação.

sexta-feira, 4 de outubro de 2019


quinta-feira, 3 de outubro de 2019

PRETEXTOS PARA DIZER | Isto também lá vai com poesia. Tomem lá esta de Sophia.
Nestes últimos tempos é certo a esquerda fez erros
Caiu em desmandos confusões praticou injustiças
Mas que diremos da longa tenebrosa e perita
Degradação das coisas que a direita pratica?
Que diremos do lixo do seu luxo - de seu
Viscoso gozo da nata da vida - que diremos
De sua feroz ganância e fria possessão?
Que diremos de sua sábia e tácita injustiça
Que diremos de seus conluios e negócios
E do utilitário uso dos seus ócios?
Que diremos de suas máscaras álibis e pretextos
De suas fintas labirintos e contextos?
Nestes últimos tempos é certo a esquerda muita vez
Desfigurou as linhas do seu rosto
Mas que diremos da meticulosa eficaz expedita
Degradação da vida que a direita pratica?
Sophia de Mello Breyner

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

RÁPIDOS E SEGUROS | Em casamento com o FILM FEST Festival de Cinema Musicado ao Vivo, celebra-se no próximo sábado a cerimónia de abertura da exposição de Tó Trips, no Espaço Ilustração, da Casa Da Cultura | SetúbalAté lá.

terça-feira, 1 de outubro de 2019

DIREITO AO TRABALHO | Foi com muito gosto e vontade que colaborámos nesta "união" do trabalho do professor Sérvulo Correia. São quatro livros com muitas páginas. Trabalho de uma vida tratado por nós, na DDLX Design Comunicação Lisboa, para as Edições Almedina.

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

CÍRCULO CULTURAL DE SETÚBAL, 50 ANOS | Completaria cinquenta anos se ainda existisse. Já não existe. Tudo tem o seu tempo. Mas a importância do que lá se fez é digno de recordação. Vamos evocar a vida e a obra desta instituição setubalense no próximo dia 5 de outubro, às 15 horas, na Casa Da Cultura | Setúbal. Até já.

sábado, 28 de setembro de 2019



RESUMO DA MATÉRIA DADA | A reabertura de temporada na Casa Da Cultura | Setúbal é de arromba. Exposição de Pedro Chorão na galeria, regresso de Jorge Silva Melo com os poetas EM VOZ ALTA, Muito cá de casa com António Costa Santos, e, no próximo fim-de-semana abertura da exposição de Tó Trips no espaço ilustração, integrada no FILM FEST Festival de Cinema Musicado ao Vivo. E há mais: consultem programação.
Resumindo: Pedro Chorão, nos primeiros dias do mês, compareceu para a montagem e para a abertura, e gostou do resultado final apresentado. Todos ficámos contentes. A exposição é belíssima. Alguns dos artistas já expostos na Casa compareceram: IvoRui CardosoGamy FernandesFlávio Andrade e Paulo Curto quiseram felicitar o artista agora ali representado.
Jorge Silva Melo, na passada quinta-feira, trouxe Camões ao estrado e tratou-o tão bem que ficámos a gostar ainda mais deste poeta maior da nossa literatura. Mas ficámos também a perceber que o seu trabalho literário não está editado. Só existem resumos escolares. INCM Livros, vamos pensar nisto?
Ontem, na primeira sessão Muito cá de casa da nova época, António Costa Santos falou do seu ADEUS CARIÑO e da nossa convivência com a malta aqui do lado. O Escritor percebeu que isto anda tudo ligado e que as rivalidades não fazem sentido. Nunca fazem. Bem, o nosso café é melhor.
Falámos do humor na literatura, lembrámo-nos de Tom Sharpe e de Wilt, e de Vasquez Montalban e da vontade de brincar com coisas sérias. Ficou claro que a literatura ibérica se recomenda, sempre, é como o 25 de Abril.
Bom fim-de-semana.

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

RECEITUÁRIO URGENTE | Hoje é Jorge Silva Melo que nos vai trazer Luiz de Camões à Sala José Afonso. Não sei se lerá em EM VOZ ALTA o poema de Camões que José Afonso musicou, mas outros lerá. Bons, sem dúvida. Veremos. E ouviremos.
Amanhã é dia de falarmos de espanhóis e portugueses. O romance de António Costa Santos é divertidíssimo e capaz de provocar conversas saborosas. Veremos se seremos capazes. Bem, com a vossa participação tudo será possível. Até lá.
+