domingo, 20 de agosto de 2017

DE NÃO SABER O QUE ME ESPERA | A frase pertence a José Afonso. Escolhi-a para dar uma achega metafórica aos trabalhos que Rui Cardoso vai instalar na galeria da Casa Da Cultura | Setúbal. São trabalhos recentes, mostrados passado muito tempo sobre as últimas revelações estéticas do artista. São interrogações. Improvisações, como no jazz. Anda aqui uma liberdade interrogativa que perturba, mas adiciona novos saberes. A procura é bem vinda. Nada fica esclarecido, mas tudo contribui para um estimulante debate. Rui Cardoso partilha da opinião de Picasso: se sabemos exactamente o que vamos fazer, para quê fazê-lo?
Veremos o que nos espera, no próximo dia 9 de setembro.

DE NÃO SABER O QUE ME ESPERA

Pintura | Rui Cardoso 
Galeria da Casa Da Cultura | Setúbal 
Abertura: 9 de setembro | 22 horas 
9 de setembro a 5 de outubro | 2017
facebook

sábado, 19 de agosto de 2017


DESIGN DE COMUNICAÇÃO
 | Da série Grandes Capas.  The New Yorker.
Ilustração: David Plunkert’s “Blowhard”
facebook
RATOS DE NAVIO EM DIFICULDADES | O navio abre grandes fissuras. Já muitos ratos foram borda fora. Agora é vê-los à bolina, em grandes rasgos contra a ratazana que ainda ficou a boiar nas tábuas, à mercê da maré. É bom que assim seja. Que sejam os mais apetrechados a largar a embarcação. Fica ao leme o mais idiota. Um dia ficará só. Era a isto que Rob Riemen se referia quando escreveu O Eterno Retorno do Fascismo. Só pode. O fascismo é assim: vai e vem, conforme as amarras. Oxalá se afundem, a bem da decência.
facebook

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

A MORTE SAIU À RUA | Morrem 13 pessoas e ficam feridas 80. Dramático. "Estado islâmico" reinvidica autoria. Estes casos sugerem maior prevenção, mas não podem anular a nossa liberdade. Este combate tem de ser comunitário. Exige debate. É preciso perceber as origens. Isto tem trabalho de investigação e é para isso que a polícia deve servir. A limitação de circulação não é solução, é estimulo. Estes filhos da puta estão dispostos a tudo. O perigo é constante.
Fonte Expresso
facebook

terça-feira, 15 de agosto de 2017

INTRODUÇÃO À POLÍTICA | A cantadeira Ágata é candidata a uma autarquia pelo CDS/PP. Em declarações ao jornal i revela que seria candidata por quem quer que fosse. E adianta que não ouve Cristas nem quem se lhe assemelhe. Política? Zero.
Provavelmente o CDS/PP não é um partido político, mas sim uma agência de artistas de variedades. Está certo.

facebook
AND THE SHOW MUST GO ON | Esta criatura transforma tudo em concurso televisivo. Tudo é espectáculo. Não gostou das agressões praticadas pelos nazis, mas não condenou os nazis. Dava mais jeito que fossem emigrantes hispânicos ou muçulmanos a participar no concurso "quem quer ser o maior filho-da-puta", não é verdade? Mas não foram. Foram os seus apoiantes. A malta lá da terra não achou graça às desculpas do júri do concurso, e lá teve de vir o presidente do júri dizer mais coisas. Mais declarações de júri de concurso apalermado. Entretanto, de braços cruzados, em pose mussuliniana, ameaçou a ridícula mas perigosa figurinha coreana. Dois loucos querem convencer-nos de que o mundo entrou num concurso em que as regras são ditadas por eles. Mais recentemente, em pose de cantor romântico em desempenho fatalista, o homem da belíssima cabeleira loura anunciou mais uma possível prestação televisiva na Venezuela. Não percebemos se quer estender o concurso à Hungria, ou à Turquia, mas provavelmente não. Não é o seu target. Os ocupantes daquela casa há muito que a transformaram numa esquadra de polícia, mas este comissário é o mais perigoso que nos habita a memória. É que parece parvo. A vaidade excessiva, aliada à desprevenida ignorância, dá em irresponsabilidade grosseira. Parecem parvos, mas o pior é que são perigosos. Muito perigosos.
Fonte Público
facebook

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

O CRIADOR E A CRIATURA | Pelo que se tem visto por aí, nas pré-autárquicas, as criaturas andam a chegar-se à frente contra os criadores. Passos resolveu assumir o papel de líder da extrema-direita, não fosse o diabo tecê-las. Para o presidente do PPD/PSD o mundo não pode ser para todos. E Portugal muito menos.
facebook

domingo, 13 de agosto de 2017


AGOSTO A GOSTO | Outra bonita conversa de Agosto no DN. Ben Harper, em entrevista a César Avó, revela entusiasmado apreço pela obra de José Afonso. Numa arrumação de registos musicais gostaria de ficar ao lado do nosso Zeca. Admiração? Nada disso. São muitos os músicos do mundo que sentem a influência de José Afonso. A simpatia de Ben Harper é bem vinda, num tempo em que a irritante música de mercados e feiras invade os palanques. Ben Harper vai ocupar o palco do Coliseu dos Recreios na próxima quinta-feira, dia 17.
facebook
AGOSTO A GOSTO | António Mega Ferreira refere a viagem como assunto literário. A literatura interpreta e recria a vida. Melhora tudo. Neste terrível mês de Agosto, em que por um lado tudo arde, ou por outro é festa bimba, estas entrevistas que os jornais em boa hora tornaram em boas páginas são refresco que nos polvilha o verão. A linhas tantas Isabel Lucas pergunta: Qual foi a sua primeira viagem?
"Acho que foi em 68 ou 69, com quatro amigos de Sintra, num velho Ford Mercury de 1946. Fomos do Cabo da Roca ao Cape North, na Noruega. Foi no Verão, atravessámos a Europa e durou uns dois meses e meio. Tínhamos 19, 20 anos. Deu-nos uma pluralidade de visões das coisas. Fui então pela primeira a Paris. Retive o calor e lembro-me de ter ido ver o Teorema, de Pasolini. Era um filme que não podia ser visto em Portugal e, se passasse, passaria retalhadíssimo como passou o Blow-up, de Antonioni".
António Mega Ferreira vai estar em Setembro na Casa Da Cultura | Setúbal, no regresso dos encontros Muito cá de casa. Teremos oportunidade de falar de viagens, de literatura, da vida em estado vivo.
Bom domingo.

Fonte Público
facebook

sábado, 12 de agosto de 2017

AGOSTO A GOSTO | Este mês tem destas coisas: a foleirada abunda, mas os jornais estão mais saudáveis. As entrevistas que por aí têm sido publicadas são antídotos contra o lixo televisivo que adoptou como grandes escolhas as repugnantes festarolas de verão, minadas de cantores de ritmo manhoso. Nos jornais têm sido publicadas grandes entrevistas. Francisco Vale falou com João Céu e Silva, em entrevista para o DN. Edita porque quer mostrar o melhor que é escrito. É só por isso que nunca editaria escritores manhosos literariamente sem ponta por onde se lhes pegue. Os escritores a sério "são capazes de tocar no fogo sem medo de se queimarem, causam estranheza, abalam certezas e escrevem livros de que saímos diferentes do que éramos". São estes escritores que nos interessam. São estes editores que nos ajudam a não frequentar a mediocridade vigente. Siga a conversa.
facebook

sábado, 5 de agosto de 2017

SILLY SEASONGeralmente este tempo tonto tem prolongamento. Ultimamente foi reforçado o calendário da tontice desde que o gajo que está na Casa Branca é quem é. Nunca com agora, este tempo de folga na política séria e de empolgamento do irreal, durou todo o tempo do ano. Pelo sim pelo não vou fazer tonterias no alura habitualmente programada. Continuo a achar que há alturas para tudo. Há coisas em que sou muito conservador. E não, não estou preocupado com escolhas de leituras nem de audições. Não sugiro nada. Nada de proselitismos. Era o que faltava. Ar, sol, petiscos e o que for soará. O que vier à rede é fixe. Até já.
facebook

sexta-feira, 4 de agosto de 2017



TUA CANTIGA | Temer continua a alinhar a canalha à sua volta. Vai continuar as reformas, assegura. Que é como quem diz: eliminar tudo o que avançou contra a miséria extrema. Que se lixe Temer. Fiquemos com o que vale a pena ouvir vindo do Brasil. Chico Buarque está aí com novo trabalho. Sai para as lojas no fim do mês. Aqui vai a primeira cantiga revelada. As "Caravanas" estão a chegar. 
facebook

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

CORTO | "O marinheiro que nunca perdeu as graças do mar desfaz-se aqui em fragmentos de cor, de branco e sombras. Diviso o que podem ser duas mulheres, mas não tenho a certeza. Corto abriu mares, desfez cores e certezas, no meio de senhores da guerra, aves literatas, miseráveis e milionários, loucos da mais diversa espécie, mulheres fatais, dançarinos e poetas. Gente atravessada pelo riso e pelo drama. Gente que desenha à navalha o humano. No seu corpo-destino". [João Paulo Cotrim].
Fonte Hoje Macau
facebook
ÉTICA E ESTÉTICA | Pois é, o mundo está a ficar com cores estranhas e com demasiados cortinados e berloques. Isto anda tudo muito pindérico. Esta conversa com Souto Moura não é nada disso. É o mundo sem enfeites ridículos nem ignorância primitiva a armar ao pingarelho. A ignorância é sempre muito atrevida. Boa leitura. Bom dia.
Fonte DN
facebook

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

ZECA l O Alex hoje desenhou o Zeca. Retrato excelente, como todos os outros que nos vai fornecendo. O ZECA faria hoje anos. E a malta continua a comemorar o privilégio de ele ter existido. As figuras que o Alex desenha estão inscritas nessa colectividade que aloja os imortais. Obrigado, Alex Gozblau.
facebook
INTEMPORAL SAUDADE | Tanto tempo depois... Tanta memória viva.
facebook

terça-feira, 1 de agosto de 2017

O MAL E A ESCARAMUÇA | O irrequieto Scaramucci foi corrido. Não aqueceu o lugar. Estava nas trombas. Uma grande quantidade de gente já se pôs ao fresco. Uns por alarvidade, outros por não quererem estar ali. Trump bate todos os recordes de inabilidade política e indecoro. Já não há maneira de descer mais baixo. Ou haverá? O que mais irá acontecer?
Fonte RTP
facebook

segunda-feira, 31 de julho de 2017

O QUE DIZ MARCELO | O Presidente faou. A páginas tantas diz: "Os partidos que fazem parte da área do governo têm de decidir, a cada momento, se querem ou não durar até ao fim da legislatura". Umas linhas mais à frente assegura que se gostaria de distinguir dos seus antecessores eleitos em democracia por não ter usado a "bomba atómica", ou seja, a dissolução do parlamento. Dito isto, eis que surgem, dos buracos onde vegetam, os mais destacados analistas a adivinhar o fim da colaboração com a "geringonça". Marques Mendes, muito entusiasmado, adivinha ali o princípio do fim. Agora a sério e muito sinceramente: em que livros de introdução à política navegou esta gente? Melhor: que livros e que jornais lêem estes anormais? Sim, que é de uma certa anormalidade que se trata.
Fonte JN
facebook
SAM SHEPARD | Morreu Sam Shepard. Há dias que parecem marcados pela tristeza. O dia de hoje é para esquecer. Esquecer o tenebroso dia, lembrar quem nos deixa e deixa tantas imagens e palavras e momentos felizes para o nosso futuro.
facebook
JEANNE MOREAU | Não vou aqui recordar as cenas que a imortalizaram como actriz, nem os realizadores que não a dispensavam, nem a mulher extraordinária que foi. As palavras não chegam. Só pergunto: em França já foi declarado luto? E no mundo?
facebook
RECEITUÁRIO | Todas as primeiras terças-feiras do mês é isto. Poesia, música, amizade, talento e mais comes e bebes. Tudo por mor de um poeta. Lá estaremos.
Fonte Escritores
facebook

domingo, 30 de julho de 2017

OS TRAPACEIROS | Um diz que "isto" está melhorzinho por causa dele e Insiste e garante que com ele a governar "isto" estaria muito melhor. O outro foi ver se se desenrascava com a licenciatura e, à rasquinha e com malabarismos, lá conseguiu o canudinho. A gente só tem de agradecer a estes doutores da mula ruça tudo o que fizeram pelas nossas vidas, não é verdade? Não os esqueceremos, fiquem descansados. Mas confesso que, por muito que me esforce, não me encontro entre os agradecidos. E já nem os posso ouvir. Nem ver. Tanta trapaça cansa. Bom domingo.
facebook

sexta-feira, 28 de julho de 2017

NO COMBOIO DESCENDENTE | É sempre possível piorar. Bater no fundo? O fundo já ficou lá atrás.
Fonte DN
facebook

quinta-feira, 27 de julho de 2017

O RABO ENTRE AS PERNAS | O rapazola que dirige a bancada parlamentar do partido dito social-democrata ficou satisfeito com as mortes que lhe foram apresentadas. A lista já não vai ser discutida no parlamento. O farroncas do ultimato sai de cena com o rabo entre as pernas. Lidar com a lista de mortes como se estivéssemos a participar num concurso é completamente lamentável. Estes parlamentares são mesmo para lamentar. 
Fonte TSF
facebook
ARRE MACHO | Tem razão, o tio gadelha loura com cara de parvo do género engatatão ridículo. Afinal de contas as guerras são sempre feitas por homens de barba rija e cabelo no peito. Nada de mariquices no exército da valente nação/polícia do mundo. A definição dos géneros precisava de um decisor assim inteligente e esclarecido para pôr as coisas no seu lugar. A administração Trump vai pôr as coisas no seu lugar. Ou seja, no séc. XIX, pelo menos.
Fonte DN
facebook

quarta-feira, 26 de julho de 2017

FONTES CONTAMINADAS | Claro que não vamos generalizar. Por haver ciganos bandidos não quer dizer que o sejam todos. Assim como por haver banqueiros bandidos não quer dizer que o sejam todos. Nem vamos dizer que por haver políticos bandidos todos o sejam. Mas de facto esta direita ressabiada anda com grande pendão para a trapaça. Políticos e seus acólitos surgem das profundezas da intrujice. Provavelmente dão-se bem neste atoleiro, os bandidos.
Fonte Tornado
facebook
O REGRESSO DOS MORTOS-VIVOS | Cavaco tem uma palavra a dizer. Uma palavra. Será adeus? Não foi já dita? Homem, despache lá isso. Já não há paciência que aguente as suas ameaças. Este mundo está lotado de gente indispensável e que prestou grandes feitos pelos povos. Vá pregar para longe.
Fonte DN
facebook

terça-feira, 25 de julho de 2017

OS ABUTRESDava jeito que as vítimas fossem muitas mais? Mas sessenta e cinco sempre é melhor do que sessenta e quatro. Faça as contas. Fale com as funerárias. Do líder parlamentar do partido que tratou as pessoas como se de assunto de números se tratasse, só se espera esse papel. As coisas correm-lhe mal, não é verdade? Então, força. Exija. Reclame, bom homem. Aguardamos resposta ao ultimato.
Agora a sério: oxalá os números não correspondam ao que anseia. A vida das pessoas é bem mais importante do que a sua vidinha política de merda.
Fonte DN
facebook

segunda-feira, 24 de julho de 2017

DA NORMALIDADE | Marques Mendes: "Quem prevarica tem evidentemente de ser punido, seja cigano, seja muçulmano, seja um português qualquer normal". É normal um comentador televisivo dizer anormalidades? O que será um português normal? Espero não estar incluído no rol do senhor comentador. Livra!
facebook

domingo, 23 de julho de 2017

HORÁCIO MANUEL | Morreu o Horácio Manuel. Comecei a colaborar com Teatro O Bando em uma peça que me fez andar à nora. Era assim que se chamava — A Nora — e foi o Pompeu que sugeriu o meu nome para os desempenhos gráficos. Trabalho difícil, comigo em principio de actividade — nesta área específica das teatradas - e com eles já com grande projecção. Depois surgiram muitos mais trabalhos e muitas mais amizades no grupo. Habituei-me a admirar aqueles actores que misturavam talento e coragem. Habituei-me a admirar o Horácio Manuel que eu tinha como uma referência no grupo. Presença única aliada a uma voz sem par. João Brites imagina personagens complicados que requerem aplicação na construção. Estes actores eram esses construtores que se enleavam nas também complexas máquinas de cena. Soube desta notícia pela Ana Brandão, que também conheci a pisar as tábuas dos estrados quando eu apareci por lá. Nem sei o que diga mais. É com profunda tristeza que vejo partir esta figura do teatro em Portugal. Um grande tristeza mesmo. Muito obrigado, Horácio.
facebook
RACISTA MANHOSO | Ainda sobre o aventurado Ventura de Loures. 
É isto. Manuel Loff percebeu para que quer Passos Coelho esta encomenda. Leiam. E depois chega de diversão. Racismo não é música de baile. O Ventura é para esquecer, ou voltar para os écrans da bola, de onde nunca deveria ter saído. Ou devia. Às vezes estes seres aberrantes esclarecem muita coisa.
Fonte Público
facebook

sábado, 22 de julho de 2017

NAÇÃO E RAÇA | O líder da coligação PPD/PSD, PPM, PNR em Loures quer um exército lá na terra. Provavelmente vai formar uma nova nação. Só para brancos. Tudo lourinho e de olhos azuis, assim como ele. Força no facho.
facebook

sexta-feira, 21 de julho de 2017

INDIGNAÇÃO E HUMILDADE | O senhor Bandeira esmigalhou 50 mil CDs que continham músicas gravadas de sua autoria? Seja qual for a sua intenção, uma coisa é certa: a música portuguesa fica assim aliviada de 50 mil incómodos. Aguarda-se semelhante atitude dos membros do clã Carreira, de Toy, de Clemente, de Emanuel e de tantos outros fazedores de sons inenarráveis. Força no tractor. Cilindros em acção.
[Parece que isto aconteceu há seis anos, mas foi agora noticiado como se tivesse acontecido há bocado. Enfim, aconteceu, mas a notícia não aconteceu quando devia. Era só isto].
Fonte DN
facebook

quarta-feira, 19 de julho de 2017

A CRIATURA E A FAMA | Muito se fala desta criatura. Um comentador de bola manhoso pretende conquistar uma autarquia e resolveu abanar a árvore da fama para assim colher frutos. Nada disto é motivo de admiração. É um estilo. O rapaz contou com o apoio da direita unida mas, perante a indecência excessiva, um dos partidos saltou do palanque. O outro, o que é gerido por Passos Coelho, mantém o apoio ao candidato de extrema-direita. Bem, uma coisa é certa: a visibilidade está garantida. Provavelmente é este o rumo a tomar pelo partido dito "social-democrata".
Fonte DN
facebook

terça-feira, 18 de julho de 2017

RECEITUÁRIO | Lançamento é esta quarta-feira, dia19, na Abysmo galeria. Não conheço o projecto. Estou muito curioso. Até lá.
facebook

domingo, 16 de julho de 2017

BOM CONSELHO | Eis uma boa notícia. Chico Buarque vai aquecer o mês de agosto com músicas novas. Mas este trabalho não se inclui na silly season. Há sempre lugar para o novo que nos mostra a diferença entre o que entra por um ouvido e sai pelo outro e o que vale a pena ouvir. Estas músicas são para quem leva a música a sério. Com a seriedade que a alegria de descobrirmos as grandes peças de arte nos fornece. Bem, esqueçam lá isto. Os sons de Chico são sempre muito bem vindos. Só isso. Aguardemos
Fonte DN
facebook

sábado, 15 de julho de 2017

QUALIDADE SEM QUALIDADES | O homem sempre foi assim. Um ser abjecto. Reaccionário até à medula. Um cretino competente. Cretino como ser humano, é claro. Competente como médico. Daí a polémica fazer sentido. Ah, e tal, está velhote. Está velhote, sim, mas continua a disparatar. E estes disparates não são inocentes. Podem ter tido consequências. A criatura tomou decisões que tolheram carreiras profissionais? Isso deveria de ser investigado. A vida das pessoas é o assunto mais importante das nossas vidas.
Fonte Expresso
facebook

sexta-feira, 14 de julho de 2017

HOJE HÁ CROCODILOS | A exposição está montada. Chama-se Atravessamentos. O trabalho de João de Azevedo vai estar a partir desta sexta-feira exposto na Abysmo galeria. Abre às 19 horas. Há festa. Apareçam.
facebook


quinta-feira, 13 de julho de 2017

MÚSICA DO MUNDO NA CASA | Há músicas que ficam connosco. Músicas que nos despertam e dão alegrias. Músicas que olham para o mundo e que agradam ao mundo. Este projecto vai ser apresentado ao vivo, esta sexta-feira, na Casa Da Cultura | Setúbal, e eu não posso estar lá. Tenho responsabilidades na abertura da exposição — ATRAVESSAMENTOS — do João de Azevedo, na Abysmo galeria, em Lisboa. Mas se estivesse em Setúbal não perdia este espectáculo por nada deste mundo. Sugestão: quem estiver em Setúbal não o perca mesmo.

CASA DA CULTURA | SETÚBAL
22 HORAS
Pátio do Dimas
Entrada livre


Sequin, o projeto a solo de Ana Miró, nasceu no início de 2013, dando-se a conhecer com o tema “Beijing”. No ano seguinte apresentou o primeiro disco, “Penelope” (produzido por Moullinex), que a levou a palcos importantes como os festivais Milhões de Festa, Vodafone Mexefest, Vodafone Paredes de Coura, NOS Alive, Bons Sons, Boiler Room Red Bull ou Futuroscope.
Em novembro de 2014 foi nomeada para o prémio “Artista Revelação” nos Portugal Festival Awards e recebeu o galardão de “Artista Revelação Europeia” nos Prémios PopEye. Em 2016 apresentou “Eden”, EP lançado em formato digital acompanhado por uma peça de joalharia desenhada por Medula, numa edição limitada e com o selo da Lovers & Lollypops.

Neste concerto, Sequin traz-nos músicas do passado, presente e futuro do projecto, num ambiente intimista onde irá actuar a solo.
facebook
DESIGN DE COMUNICAÇÃO | Às vezes a comunicação é do pior e o design só serve para ajudar a tornar a comunicação em asco. Mas é design de comunicação. Mau, é claro. Pior é quase impossível.
facebook

quarta-feira, 12 de julho de 2017

VIDA DE ARTISTA | Paula Rego vai estar daqui a pouco na RTP2. Perder esta história não tem perdão. Esta vida é para ser seguida. 
facebook
ESTADO DA ARTE | De maneira que é assim: há gente que é tão rica e tem tanta coisa que se dá ao luxo de pagar aos bancos em géneros. É que às vezes não há dinheiro trocado ali à mão. É justo. Faz sentido.
Fonte Expresso
+