sábado, 31 de março de 2018

MONOCLE, MODESTO | A Monocle esclarece, mensalmente, curiosidades no que diz respeito a produtos extraordinários de procedências geográficas várias. O bom design do que se veste, do que se usa pendurado na cara, na cabeça, ao pescoço e por aí afora. Também nos apresenta as excelentes recuperações arquitectónicas, criações de índole intelectual e objectos úteis que o mundo vai conhecendo: lojas diferentes, galerias, artistas, designers, objectos de requintada simplicidade. No número de abril, a curiosidade estendeu-se, mais uma vez, ao país Portugal. Muito justamente, Maria de Lourdes Modesto veio parar às páginas da revista e o tratamento que lhe é dado é de excelência. Excelente ideia. 
A Monocle de Abril já anda aí nas bancas. 
Bom fim-de-semana.

facebook

sexta-feira, 30 de março de 2018

UMA CASA ESTRANHAGiulia Alessandra Atzori veio a Portugal para perceber melhor como são feitas por cá as histórias para a infância. Instalou-se na cidade, mas percorre o mundo guiada pela fantasia e pela vontade de ilustrar sonhos. Vai expôr o que tem sonhado no Espaço Ilustração: é preciso fazer um desenho?, que é mesmo dentro da Casa Da Cultura | Setúbal. É a exposição de abril. Abre no próximo dia 4, às 19 horas. Há surpresas agradáveis. Convidados.
facebook
CARLA NO PAPEL | A exposição de Estelle Valente, na galeria da Casa Da Cultura | Setúbal, termina este sábado. Carla Maciel é aqui modelo da fotógrafa. A actriz desempenhou para as sessões fotográficas o papel que as suas actrizes de referência desempenharam em outras ocasiões. É por isso que temos naquelas paredes retratos de Marilyn Monroe, Greta Garbo e Marlene Dietrich. Ontem, antes de irmos para o EM VOZ ALTA do mês, Jorge Silva Melo passeou pela exposição. Incrédulo, diz: isto é intrigante. Mas onde estão os retratos da Carla?
Não encontro melhor elogio para este trabalho. É que Carla personifica ali com autenticidade as actrizes que se propõe representar. E Estelle consegue mesmo fingir que são elas que estiveram à sua frente. Parafraseando Pessoa: Sentir sinta quem olha. Temos a oportunidade de conviver com todas estas actrizes só até amanhã. É de aproveitar.

facebook
ALBERTO DE LACERDA, POETA DO MUNDO | Uma vantagem maior de frequentarmos estas sessões EM VOZ ALTA, para além do prazer de ouvirmos os actores que as praticam — ontem Jorge Silva Melo e Nuno Gonçalo Rodrigues — é a de podermos privar com o conhecimento que Jorge Silva Melo tem da obra e da vida dos autores. Ontem percebemos que Alberto de Lacerda foi contemporâneo de outros grandes criadores, apesar de sempre ter vivido afastado das luzes. Percebemos por isso a razão da poesia deste português errante ser tão iluminada por um atento conhecimento do mundo e das pessoas. Foi um prazer estar ali, ontem, na Casa Da Cultura | Setúbal
facebook

quinta-feira, 29 de março de 2018

POLÍTICA EM CUECAS | Um político eleito e em exercício é mais atacado por ser um engatatão alarve do que pelas alarvidades políticas que profere. Enfim, é o tempo dos políticos de cabelo pintado em pose para o retrato. Saudades de política mesmo. E dos políticos com causas para além do seu umbigo.
Fonte DN
facebook

quarta-feira, 28 de março de 2018

CORRENTE DE FÉ, DIZ ELE | Provavelmente referia-se às correntes que tolhiam os movimentos aos seus ouvintes à força. Já sabíamos que estes agentes da autoridade são danados para a porrada, mas esta obsessão por correntes é novidade, ou não? Será que já estamos a sofrer influências dos hábitos dos republicanos americanos? A fé tudo salva? E a estupidez destas "autoridades", salva?
Fonte Expresso
facebook

terça-feira, 27 de março de 2018

segunda-feira, 26 de março de 2018

MANUEL REIS | Lembro-me do Manel ainda na Rua da Atalaia: na loja que usou o nome da rua e no Frágil. Lembro-me de como mudou as nossas noites. De como as iluminou. O Manuel Reis era também um excelente cenógrafo. Lembro-me de um impressionante cenário que desenhou para uma peça de que não me lembro de mais nada, e tenho pena. Lembro-me de quando foi mudar Santa Apolónia. Eu estava no gabinete de imagem da Expo'98 e fiquei de tratar do grafismo dos convites e roteiro para a inauguração dLux Frágil. Fiz isso e passei a andar por lá sempre que a vontade de diversão me passava pela cabeça e pelo corpo. Foram muitas vezes. Muitas noites ganhas naquele lugar criado por ele. Esta morte deixa-me triste e nostálgico. Eu gostava muito do Manel. Muito obrigado, meu amigo. Lisboa deve-te muito. As nossas vidas também. Fizeste das nossas noites dias claros.
facebook

domingo, 25 de março de 2018

PELA LIBERDADE | Correcção ao título da notícia publicada no Expresso: a manifestação não é pela libertação de Puigdemont apenas; é pela libertação de todos os presos políticos. É estranho voltarmos a fazer estas defesas, mas é que há mesmo presos políticos em Espanha. Políticos que foram eleitos, escolhidos pelas pessoas que votam, estão privados de exercer atitudes e direitos. As manifestações são legítimas e recomendam-se. 
Fonte Expresso
facebook
DETENÇÃO | Puigdemont foi detido pelas autoridades alemãs. Viajava entre países europeus. Esteve recentemente na Suiça e nada lhe aconteceu. Os alemães são muito zelosos no respeitinho pelas leis caducas. Por falar em Suiça: e se Rajoy e "sus muchachos" olhassem para a confederação Helvética? Não sei se será uma solução, mas olhar e ver algo que funciona não é uma ajuda?
facebook

sexta-feira, 23 de março de 2018

O FUTURO | De Valério Romão. Hoje, no Ípsilon, do Público. Texto de José Riço Direitinho. A ler.
facebook
O DISPENSADOR | Já despediu mais gente desde que está na Casa Branca do que durante a série televisiva que protagonizou e que durou anos a fio. Na televisão fazia gáudio da sua crueldade como empreendedor. Agora, que isto pia mais fino, há quem seja despedido e quem se despeça. É inacreditável como um país aguenta um idiota num lugar tão poderoso e, sendo um idiota a ocupá-lo, tão perigoso. 
Fonte DN
facebook

quinta-feira, 22 de março de 2018

SUPERIORIDADES | Não concordo, senhor presidente do PPD/PSD. Um massacre e um exagero foi o senhor ter mantido, durante mais de um mês, um secretário-geral sem qualidades e sem as qualificações que apregoava. Provavelmente o homem só queria estar um tempinho num qualquer governo para depois ir dar aulas em Berkeley. No secundário, vá. E claro que ter Elina Fraga e Salvador Malheiro a seu lado não ajuda nada. Mas Feliciano era de facto um exagero de mediocridade que deitava por terra a sua pretensão de rigor e excelência. Olhe, tenha paciência e faça melhores escolhas, se for capaz. 
Fonte Observador
facebook

quarta-feira, 21 de março de 2018

GALA | Não assisti à transmissão da gala. Nunca assisto a galas. Mas percebi agora que esta menina desempenhou um papelão. As artes precisam de apoio porque um país sem artes é um país de grunhos. A minha distinção vai para a Inês Pereira. É assim que se faz. 
Fonte rtp2
facebook
DIZ QUE É HUMOR | Não se riam que o homem ainda pode vir a ser Presidente da República. Respeitinho.
Fonte DN
facebook

terça-feira, 20 de março de 2018

VIDAS NO PAPEL | Carla Maciel é actriz, Estelle Valente é fotógrafa. Juntaram-se para fazer este trabalho. A exposição percorre paredes e tempo na Casa Da Cultura | Setúbal. É a exposição de março na galeria. No próximo sábado, dia 24, Estelle e Carla vão conversar comigo no café da Casa d'Avenida. São as já habituais Conversas de Café no café. Convidados.
facebook

segunda-feira, 19 de março de 2018

MARIELLE PRESENTE | Já estamos por aqui. Contra a violência golpista no Brasil. Até sempre, Marielle.
facebook

domingo, 18 de março de 2018


O MUNDO EM SETÚBAL. SETÚBAL NO MUNDO | Taniguchi está no A-MAR Setúbal e recomenda-se visita. A abertura foi ontem à tarde. Estará por lá até maio. 
Paul Auster foi debatido no café da Casa da Avenida. Falámos do seu recente livro, ESPAÇOS EM BRANCO, traduzido por Conceição Sendas e editado por João Concha nas não edições. De que falamos quando falamos de Taniguchi e de Auster? Falamos do mundo. Das nossas vidas no mundo. Do combate ao provincianismo serôdio e triste. Falamos da vontade de estar do lado bom das coisas. Do lado do desejo e da procura do prazer. Da exigência intelectual e da vida tal como ela é. É bom viver neste mundo. Que se foda o mundo dos parolos, que isto é mesmo assim.

facebook

UM RIO DE PROBLEMAS | Claro que Barreiras Duarte está de saída. E os outros? E o cacique aqui do centro do retrato deste trio? Rio quer ética? Gente séria? As trapalhadas já são mais gritantes do que no tempo de Santana. É assustador pensar que comitiva tão manhosa possa um dia formar elenco para governar. Só mesmo eles devem estar convencidos da fantasia. Que não passe de uma fantasia. 
Fonte Público
facebook

sábado, 17 de março de 2018

E OS LIMITES DA IMBECILIDADE, CONHECE? | Há quem ache que a democracia deve ser assim. Uma imbecilidade é propagada como opinião e depois cada um interpreta a coisa como quer e faz o que lhe der na gana. Os limites para a imbecilidade são assim alargados. Se um médico for testemunha de Jeová (não sei se existirá esta incongruência, mas já estou por tudo), pode, no exercício das suas mais profundas convicções, não autorizar — ou proibir mesmo — uma transfusão de sangue? É tão bom exercermos a profissão de que gostamos da maneira de que mais gostamos.
Fonte Público
facebook
O DINHEIRO TUDO PAGA, DIZ ELE | Trump está habituado às câmaras. Fez durante anos a fio um programa em que exibia o seu talento para despedir pessoas. Ridículo e pulha, como sempre. Mas parece que havia quem gostasse daquilo e se desse ao trabalho de ir lá para ter a "honra" de ser despedido pelo arrogante e ridículo protagonista. Coisas lá da América. Parece que o indivíduo também apreciava outra indústria artística e convivia com o métier. Agora quer esquecer esse passado. Pagando, é claro. A pornografia dele agora é outra. Bem pior e mais grosseira. E traz muito mais males ao mundo.
Fonte DN
facebook
A ESTUPIDEZ NÃO OCUPA LUGAR, TAL E QUAL COMO O SEU CONTRÁRIO | Não sou de alinhar nestas merdas, mas agora anda aí muita gente respeitável chocada por uma tal Maria Vieira, actriz sem trambelho que se revelou uma pessoa sem trambelho, andar a exibir alarvidades escritas sobre o extermínio da esquerda. A "actriz" nunca me alegrou. Tiques e trocadilhos de humorista de anedota básica e exagero nos esgares nunca me animaram. E a execrável militante da extrema-direita não me diz nada. A extrema-direita é execrável, ponto. De resto é atirar a coisa para as urtigas. É assim como o eurofestival, o Toy, os programas genéricos televisivos ou o Correio da Manhã. Ainda se soubessem ler e escrever...
facebook

sexta-feira, 16 de março de 2018

quinta-feira, 15 de março de 2018

18:00 HORAS | Vigília por Marielle. Agora, no Largo Camões, em Lisboa. Já somos muitos.
facebook
MORRER POR SER GENTE VIVA | Marielle Franco pôs-se a jeito, como diz a foleirada. Activista dos direitos humanos, denunciou a polícia militar. Não era branca. Não era hetero. Não era de direita. Era tudo o que a direita e a foleirada que dirige o Brasil não gosta. Morreu porque era gente em voz alta. Foi assassinada porque se pôs a jeito, lá dirão os foleiros. Os eunucos. Os invertebrados que a mataram. O Rio de Janeiro não continua lindo, não.
facebook

quarta-feira, 14 de março de 2018

INTRODUÇÃO À FILOSOFIA | Se esta senhora um dia pensar muito, muito, muito, até pode ser que deixe de dizer disparates. Mas isso era pedir muito, muito, muito.
Fonte Expresso
facebook

terça-feira, 13 de março de 2018

OS IDIOTAS | Tillerson disse o óbvio: Trump é um idiota. Claro que os idiotas não apreciam tanta sinceridade. Tillerson foi para casa. Para secretário de estado foi o chefe da CIA. Gente com mãos limpas, portanto. Tillerson fica assim livre de chamar idiota ao idiota sempre que estiver para aí virado. Aguardam-se novos despedimentos.
Fonte Observador
facebook
GIRU TANIGUCHI EXPÕE EM SETÚBAL | A Casa da Cultura | Setúbal — espaço ilustração — tem neste momento em exibição uma exposição documental concebida pela editora DEVIR. 
Exposição que aborda o trabalho de Giru Taniguchi e de Shigeru Mizuki, autores contemporâneos de culto.
No espaço A-MAR mostramos agora um conjunto de pranchas do trabalho O HOMEM QUE PASSEIA, de Taniguchi.
Esta exposição resulta de uma parceria entre o espaço A-MAR, a Casa da Cultura - Setúbal — espaço ilustração —, a DDLX, e a editora DEVIR.
No espaço A-MAR, para além de podermos apreciar o trabalho deste artista excepcional, está disponível para venda o livro que serviu de motivo para esta exposição.
Estão todos convidados.
facebook

segunda-feira, 12 de março de 2018

ESPAÇOS EM BRANCO | Paul Auster vai estar no Café da Casa da Avenida no próximo Sábado. Corrijo: vai estar representado pelo editor e tradutora do seu livro Espaços em Branco. O livro é um achado. Vai ser giro.
facebook

sábado, 10 de março de 2018




VALÉRIO EM SETÚBAL | CAIR PARA DENTRO, o mais recente livro de Valério Romão, foi apresentado ontem, na Casa Da Cultura | Setúbal, por Rosa Azevedo, com a habitual competência e substância intelectual. Aquela abordagem estimulou-nos a vontade. Ler este livro não será um passeio de fim de tarde pela avenida, mas é uma viagem pela índole dos humanos. Num outro dia falaremos do comportamento dos gatos. João Paulo Cotrimacrescentou a sua visão de editor, mas também de leitor. Foi muito bom ouvi-lo. É sempre. Valério esclareceu motivos e trajectos, mas, sobretudo, deu-nos a sua opinião como leitor e observador da Literatura. Foi muito bom estar com eles. Belíssima noite Muito cá de casa.
José Mário Silva no Expresso: 4 estrelas e merecida apologia.
facebook

quinta-feira, 8 de março de 2018


CARLA E ESTELLE NO PAPEL | E pronto, está aberta a exposição de Estelle Valente na galeria da Casa Da Cultura | Setúbal. Carla Maciel, a fotografada, e Estelle Valente, a fotógrafa, brindaram-nos com a sua simpatia. Mas muitos vieram para descobrirem as personagens que as artistas criaram no papel. A exposição está muito bonita. Não a percam.
facebook

quarta-feira, 7 de março de 2018



CAIR PARA DENTRO | É o mais recente livro do escritor que está na berra. Valério Romão vai conversar com Rosa Azevedo e com João Paulo Cotrimsobre este seu novo trabalho. Conversa a não perder sobre um livro de excepção. Vinde, é já na próxima sexta-feira, na Casa Da Cultura | Setúbal.
Nota do editor: CAIR PARA DENTRO narra a história de duas mulheres, Virgínia e Eugénia, unidas pela relação mãe-filha. Eugénia, a filha, não foi educada para ser um adulto independente e, embora seja professora universitária, a mãe controla o seu dinheiro, o seu tempo, proibindo-a até de ter telemóvel. Quando Virgínia começa a desenvolver sintomas de demência, Eugénia vê-se obrigada, deixando aquela infância artificial construída pela sua mãe, a crescer e a cuidar de todos os aspectos práticos da vida de ambas. Até descobrir que, no estado em que a mãe se encontra, a vingança é uma possibilidade. CAIR PARA DENTRO, volume que fecha a trilogia «Paternidades Falhadas», explora até ao limite as dificuldades das relações humanas e os dilemas morais que delas decorrem.
Capa de Alex Gozblau.

facebook

terça-feira, 6 de março de 2018

VIDAS NO PAPELCarla Maciel é actriz, Estelle Valente é fotógrafa. Juntaram-se para fazer este trabalho. Vai ser mostrado pela primeira vez na Casa Da Cultura | Setúbal. É a exposição de março na galeria. Comemoram as vidas de outras mulheres. Referências de vida. Abre dia 8, às 22 horas. Convidados.
facebook

segunda-feira, 5 de março de 2018

PARA ACABAR DE VEZ COM O PRESTÍGIO DO ENSINO SUPERIOR | A polémica instalou-se. Professores universitários acham que anda aqui proteccionismo excessivo. Políticos defendem esta brilhante ideia de ex-governantes irem para as universidades assim de repente. Antes isso do que irem para as grandes empresas para a prática do lobismo. Ou seja, a solução está entre uma coisa e outra. Fazer pela vida é que está fora de questão. Conclusão: um cidadão sem grande qualificação académica, licenciado após arrastada frequência, pode, desde que passe por funções executivas, ingressar pela porta grande de uma universidade mesmo sem saber muito bem ler e escrever. De que falamos quando falamos de qualificação do ensino no país Portugal?
Fonte DN
facebook

domingo, 4 de março de 2018



JIRO TANIGUCHI (1947-2017)
SHIGERU MIZUKI (1922-2015)
Dois autores de referência iluminam estas paredes. Exposição concebida pela editora Devir Manga Portugal para o Espaço Ilustração, na Casa Da Cultura | Setúbal.
A abertura foi no passado sábado e foi concorrida. Não se pode ignorar o melhor que passa mesmo ao nosso lado. A aguardar a vossa visita.

facebook 

sexta-feira, 2 de março de 2018

TSURU | São as ilustrações de autores japoneses de apurado desenho. Todos mostrados em Portugal pela editora Devir Manga Portugal. Esta exposição tem ganas de mostrar o melhor que se está a fazer por aquelas terras. Abre este sábado, às 17 horas, no Espaço Ilustração, na Casa Da Cultura | Setúbal. Merece visita.
facebook 

FESTA É FESTA | Festa é pretexto para estar com os amigos. Foi o que aconteceu nesta festa da DDLX. 14 anos a comunicar fazendo pela vida. Festejámos isso. É a vida. 
A exposição AS ILUSTRAÇÕES DAS CAPAS DOS LIVROS, de Lord Mantraste, continua visitável até finais de Maio. Apareçam por cá.

facebook 
+