terça-feira, 30 de janeiro de 2018

LORD MANTRASTE NO ESPAÇO ILUSTRAÇÃO, EM SETÚBALLord Mantraste, que é na vida real o ilustrador Bruno Reis Santos, vai mostrar trabalhos no novíssimo espaço da Festa da Ilustração - Setúbal. Em nota biográfica recentemente publicada vem-se a saber o seguinte: “Pretendo ser a Nossa Senhora da ilustração e que cada trabalho meu seja um Menino Jesus”. É assim que se apresenta Lord Mantraste, ilustrador e designer gráfico. De seu nome Bruno Reis Santos, nascido em Nadadouro, nas Caldas da Rainha, em 1988, é orgulhoso filho de uma cabeleireira e de um pastor, criado livre, no mundo rural, “como um animal na floresta”, nas palavras do próprio.

Conclui, em 2013, a licenciatura em Design Gráfico, na Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha. Figuras e histórias da cultura popular portuguesa assim como a paixão pela natureza, inspirações de infância, são conceitos presentes nos inúmeros trabalhos de Mantraste, que se distingue também pela primazia e abundância da cor e traços simples. A sua aventura mais recente passa pela ilustração de capas de livros, aventura esta que lhe valeu já uma distinção – a capa do livro “Arranha-Céus”, de J. G. Ballard, da sua autoria, foi considerada a melhor capa de ilustração e design 2015, por um grupo de dez especialistas da revista “Sábado”. “A Imaculada Sardinha Portuguesa” garantiu-lhe um lugar vencedor no concurso das Sardinhas para as Festas de Lisboa, em 2011.
DESCULPEM, APAIXONEI-ME E NÃO FIZ NADA | LORD MANTRASTE
ESPAÇO ILUSTRAÇÃO - CASA DA CULTURA, SETÚBAL
FEVEREIRO - 2018

facebook

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

EVOLUÇÃO DE J. M. Bustorff | Jochen Bustorff veio a Portugal em 1974. Queria perceber o que se estava a passar. Os enredos que levaram à instalação da democracia aguçaram-lhe a curiosidade. Ficou por cá durante todo o processo inicial. Viveu alguns anos em Setúbal. Depois continuou a correr mundo, mas voltou a Portugal e ficou a morar e a trabalhar em Pombal. Até mudou o nome artístico para José Maria Bustorff. Agora vai voltar à cidade onde foi feliz. Setúbal vai acolher duas exposição do pintor — Casa Da Cultura | Setúbal e Casa da Avenida. Chamou as estas mostras EVOLUÇÂO. É vê-las. 
facebook

sábado, 27 de janeiro de 2018

A HISTÓRIA DAS PESSOAS | Aconteceu ontem à noite, na Casa Da Cultura | Setúbal. Com Diogo Ferreira e João Santos falámos das histórias dos sítios onde as pessoas fazem História. São as pessoas que fazem a História que os historiadores depois contam para que a memória perdure. A região de Setúbal está no tubo de ensaio. Diogo tem trabalho publicado sobre o tempo conturbado em que a República se instalou. João vai um dia publicar o que anda a estudar: a industrialização da região nos tempos em que a repressão foi feroz. O debate foi parar às recentes preocupações com a Auto-Europa. Faz sentido. Percebermos o que aconteceu no passado ajuda-nos a perceber o presente. Foi muito bom falarmos com o Diogo Ferreira e com o João Santos. 
Fotografias de Fernando Pinho

facebook

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

EM VOZ ALTA | Primeira sessão EM VOZ ALTA na Casa Da Cultura | Setúbal. Foi ora em voz alta, de facto, ora em timbre mais sussurante, que Jorge Silva Melo nos apresentou a poesia de Mário Dionísio. A coisa é para continuar. A última quinta-feira do mês é para a poesia dita pelos Artistas Unidos.
Até à próxima.
fotografias de Fernando Pinho

facebook


quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

A DIABO DA VELHA | Esta gente não desiste da ajuda do diabo. Como o mafarrico não chegou em tempo útil para Passos Coelho, vem agora a velha senhora solicitar que o seu partido lhe venda a alma. Vendam, vendam lá essa coisa. É que o diabo não dá nada a ninguém. E o PSD pode ficar sem alma. Assim como assim, até já parece que não a tem. Seja lá isso o que for.
Fonte Observador
facebook

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

RECEITUÁRIO | É hoje às seis da tarde. Faltar? Nem pensar!

Lançamento do livro 
DESENHOS EFÉMEROS
De António Jorge Gonçalves 
Edição Orfeu Negro
Terça, 18h
Sala Bernardo Sassetti
Entrada livre sujeita à lotação da sala


Livro sobre a atividade performativa - desenho digital em tempo real e a manipulação de objetos em retroprojetor de transparências - do artista visual António Jorge Gonçalves.
É da própria natureza da atividade performativa a efemeridade dos seus objetos: daí a necessidade de a documentar preservando a sua memória e estudo para lá do horizonte temporal imediato. As mais de 150 performances realizadas pelo artista entre 2003 e 2017, a solo ou em diálogo - com parceiros tão distintos como a banda Galandum Galundaina ou a Orquestra Metropolitana de Lisboa, o pianista Bernardo Sassetti ou a coreógrafa Amélia Bentes - ficaram apenas na memória de quem esteve presente.

Uma conversa com os autores: Nuno Artur Silva, Rui Eduardo Paes, Carlos Pimenta, Pedro Moura, Carla Oliveira e Filipe Raposo, moderada por Anabela Mota Ribeiro

Concerto: Filipe Raposo (piano) e António Jorge Gonçalves (desenho em tempo real)

facebook
HISTÓRIA E PATRIMÓNIO MUITO CÁ DE CASA | Na próxima sexta-feira vamos estar com Diogo Ferreira e João Santos. Vamos falar de História Local porque achamos que a História do Mundo passa por essa história. As histórias das nossas vidas passam pelo que nos acontece nos locais onde habitamos e trabalhamos. Vamos falar com estes dois historiadores de uma nova geração que acha que tudo isto é verdade e se recomenda. É mais um Muito cá de casa, na Casa Da Cultura | Setúbal. Estão todos convidados. Até lá.
facebook

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

POESIA CÁ EM CASA | Na próxima quinta-feira vamos ter poesia cá por casa. Jorge Silva Melo e os Artistas Unidos vão ler textos de grandes poetas portugueses. 
Começam com Mário Dionísio. A grande poesia vai estar na sala José Afonso da Casa Da Cultura | Setúbal.
Estas sessões passam a acontecer na última quinta-feira do mês. Atentos.

facebook

domingo, 21 de janeiro de 2018

LIVROS À MESA DO CAFÉ | Foi um bom encontro. Fernando Cabral Martins falou de Fernando Pessoa e do seu trabalho de investigação à volta da obra do poeta. Também falou sobre o seu excelente A Flor Fatal, que esgotou os exemplares colocados ali à venda pela Culsete. Uma aula para recordar. O Café da Casa da Casa da Avenida encheu de gente interessada em participar em bons momentos. Auditório de luxo.
facebook

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

DESIGN DE COMUNICAÇÃO | Da série Grandes Capas. 
The New Yorker
facebook
MANUAL DE EMPREENDEDORISMO PARA TÓTÓS | É este o estado da ética nos negócios. Entrega-se a defesa do galinheiro à raposa. Ou, como diria Sérgio Godinho, "é como para instalar uma janela, atirar primeiro os vidros para a viela".
Fonte esquerda
facebook

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

MONARQUIA CADUCA | Um presidente republicano e de esquerda é qualquer coisa. Ser jovem também ajuda. Provavelmente pronuncia que o futuro é republicano e de esquerda. Isso é bom. Digo eu.
Fonte Expresso
facebook

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

DOLORES O'RIORDAN | Era a voz dos The Cranberries. Morreu com 46 anos. Inesquecível. A ouvir. Sempre. 
facebook
CAFÉ COM LIVROS | No próximo sábado vamos tomar café e alimentar corpo e mente no Café da Casa. Fernando Cabral Martins vai falar de Fernando Pessoa, mas também da sua obra pessoal. O seu excelente A Flor Fatal vai para a mesa. Mas o Dicionário que sabe tudo sobre Pessoa também. É sábado, por volta das cinco da tarde. Quem faltar não sabe o que perde. 
facebook

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

DESILUSÃO | Os votantes do PPD/PSD não quiseram diversão e entretenimento. O candidato escolhido defende que tudo deve dar lucro. Quem quer cultura, saúde, educação e outras ninharias dessa estripe que as pague. Se, em vez de Passos, tivesse sido ele a ajustar, a procissão desse ajustamento ainda não teria saído do adro. Imaginá-lo em primeiro-ministro é pior do que ter o Toy a cantar o "parabéns" em festa de aniversário. Ou Santana a dirigir violinos em homenagem a Chopin. Foi o que os votantes do PPD/PSD puderam arranjar. Bem podiam limpar as mãos à parede.
facebook

sábado, 13 de janeiro de 2018


A HISTÓRIA DO MUNDO | Ficou esclarecido: a História do mundo é a história local. São as transformações sociais, as revoluções e as pessoas nos sítios onde vivem que fazem as histórias da História. Falámos com pessoas que investigam e fazem os registos dos acontecimentos. O trabalho de Francisco Borba e Albérico Afonso Costa é precioso. Falámos do trabalho feito e do que está por fazer. Eles vão fazê-lo. Bem, como habitualmente, que é para depois voltarmos a falar. E nós só temos que lhes agradecer. 
As fotografias são do Fernando Pinho

facebook

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018


MOMENTOS DE FELICIDADE | Bom fim-de-semana. E boas leituras.
facebook

HISTÓRIA E PATRIMÓNIO MUITO CÁ DE CASA | É hoje que vamos conversar com Francisco Borba e Albérico Afonso Costa sobre história local e outras coisas. É preciso olhar para o património com olhos de ver e cabeça esclarecida. Vamos estar em mais um Muito cá de casa, na Casa Da Cultura | Setúbal. Até já.
facebook

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

A SEBENTA DOS DESENHOS | A Sebenta do diabo vai ser exposta na Abysmo galeria. A exposição dura menos de um fósforo. Instantânea. É Lord Mantraste quem faz os desenhos. Lord Mantraste será o primeiro ilustrador a expôr individualmente no espaço ilustração da Festa da Ilustração - Setúbal, na Casa Da Cultura | Setúbal. É em fevereiro. Mas, para já, vamos à Rua da Horta Seca, em Lisboa, mesmo ali perto do Largo Camões, nesta quinta-feira, 11, a partir das 19 horas. A sebenta do diabo tem muito para mostrar.
facebook

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

CASA D'AVENIDA. SETÚBAL. 6 DE JANEIRO

terça-feira, 9 de janeiro de 2018


2018 - ANO EUROPEU DO PATRIMÓNIO | Este ano que agora começa a gatinhar tem o Património Cultural inscrito na agenda. Vamos assistir a ousadas interpretações e acesas discussões, espero. Para abrirmos o ano em consonância com a proposta, inscrevemos na agenda Muito cá de casa, na Casa Da Cultura | Setúbal, duas sessões sobre história local e vamos defender a ideia de que a história local é fundamental para se perceber a História do mundo. A grande História tem de perceber a história dos lugares. As pessoas fazem a história nos sítios por onde passam. Edificam os locais de abrigo, culto, convívio. Constroem património. Os historiadores percebem todos esses trajectos e passam-nos a informação. Eu acho que é assim, mas nada melhor do que ir perguntar a quem sabe. Os participantes são: Albérico Afonso Costa AlhoFrancisco BorbaDiogo Ferreira e João Santos. Gente que sabe do que fala. Vamos conversar. As sessões estão anunciadas nos cartazes aí em cima com dias e horas para a inscrição nas agendas. Apareçam.
facebook

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

DO RISO E DO CHORO | O livro revela o óbvio: o actual presidente dos EUA é um idiota. O idiota reage. Não se revê no retrato, como é óbvio. E lança a fasquia para o inimaginável - revela ele próprio sobre si próprio que é um génio. E pronto. Tudo confirmado. Só nos resta o riso, o choro ou chorar a rir. 
facebook

domingo, 7 de janeiro de 2018


EXPLICAÇÃO DO POEMA | Foi tudo muito bom. Foi mesmo bom e bonito. Boa comida, bom convívio, boas leituras e excelente música. Isto tudo graças à vontade e talento de gente como José AnjosJoão Paulo CotrimAntónio De Castro Caeiro e Carlos Barretto. Este café da Casa da Avenida é já ponto de encontro para quem vive ou vai aparecendo na cidade. A próxima sessão é dia 20 com o escritor Fernando Cabral Martins. Até lá
facebook
VULCANO | E pronto. A exposição de Maria Leonardo abriu e está à disposição dos vossos exigentes olhares até ao fim do mês de janeiro. Bom motivo para uma deslocação à Casa Da Cultura | Setúbal. Até já.
Fotografias da abertura por Fernando Pinho

facebook

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

VULCANO | A exposição de Maria Leonardo abre já no próximo sábado, às 19 horas. Trata-se de uma surpreendente revelação "científica". Há muita coisa estranha a acontecer na galeria da Casa Da Cultura | Setúbal. A não perder.
facebook

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

FUGIRAM DE CASA DE SEUS PAIS | Nada a observar. Era suposto avançarem na vida como pessoas porreiras. Rebeldes. Acontece que se encontraram uns com os outros e estragaram tudo. Isto é muito pouco observável. De fugir dali, de facto.
facebook

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

CONTEMPORÂNEOS DO IMPOSSÍVEL | No próximo sábado, dia 6, vamos ter poesia e música no café da Casa da Avenida. O livro a apresentar foi escrito por José AnjosAntónio De Castro Caeiro e João Paulo Cotrim vão dizer umas coisas. Carlos Barretto vai musicar a cena. Já agora: tudo isto coincide com o encerramento da minha exposição na galeria. Estamos também perante a finissage de Teófilo - O Truque do Mel. Apontem na agenda: próximo sábado, dia seis, às cinco da tarde. Até lá.
facebook
+