domingo, 10 de junho de 2018

ANTÓNIO NELOSA partida de um amigo é sempre uma tristeza. De um amigo como o António Vasconcelos a tristeza é grande, mas fica-nos a recompensa de o termos conhecido e partilhado com ele conversas cheias de dúvidas, mas repletas de um conhecimento profundo da cultura do mundo, dos povos e do seu sofrimento. Era um grande impulsionador da arte-postal, num tempo em que esta disciplina funcionava como exercício de solidariedade e divulgação de boas ideias. Generoso, muito generoso, foi um praticante da amizade e da partilha de conhecimento. Qualidades superiores de um homem superior. Professor que alunos e colegas não esquecerão. Muito obrigado por tudo, querido amigo.
facebook
+