segunda-feira, 21 de maio de 2018

ANTÓNIO ARNAUT | Todos os títulos informativos o designam como pai do Serviço Nacional de Saúde. Paternidade que não lhe ofende a memória, já que, mais recentemente, se mostrou preocupado com a saúde deste serviço. Mesmo que fosse apenas este o seu feito já era motivo para lhe estarmos agradecidos. Mas Arnaut foi muito mais do que um governante competente e inspirador. Antes disso foi um democrata. Um antifascista corajoso. Enfim, morreu um homem notável. Um grande, grande senhor.
facebook
+