sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

SUSPENDER O TEMPO | Poderíamos dizer que esta exposição de Pedro Inock, onde se convoca a pintura, a instalação e trabalhos de videoarte, é apenas mais uma abordagem, eivada de filosofia, ao eterno conceito da suspensão. Mas não podemos dizer tal coisa. Esta mostra está ensopada de originalidade. Contornamos objectos que nos remetem para uma tentativa de delimitação de uma certa noção de suspenção, mas instalados no território da surpresa. Não são apresentadas respostas, mas sugestões de alinhamentos. A interpretação é individual e livre. Quem esteve na abertura desta surpreendente mostra assistiu a uma intervenção experimental, apresentada ao vivo por Aisa Araújo e Diana Combo. Esta intervenção realça a inquietação que o tema nos fornece. A ideia de Pedro Inock ficará completa em setembro, com uma segunda exposição na galeria de Setúbal. E a Casa da Avenida e Maria Joaõ Frade estão de parabéns. A coragem também é uma atitude artística.
Abriu ontem, quinta-feira, e estará por lá até dia 21 do presente mês.

facebook
+