segunda-feira, 28 de novembro de 2016



O SENTIDO DO HUMOR | Logo no princípio de tudo isto, um cronista classificou o governo que então se formava de geringonça. Um líder da direita pegou na deixa e levou o insulto à bancada de São Bento. O elogio pegou e agora, um ano passado, ainda andamos com a geringonça às costas.
Mais recentemente, uma disfuncionalidade cognitiva temporária, diagnosticada a um deputado do PSD, causou grande reboliço na bancada dos direitolas. Humores em despique. A esquerda que alinha com o governo não recebeu o insulto da geringonça com incómodo. A direita foi aos arames com o diagnóstico feito pelo secretário de Estado. Aquilo foi o diabo. Por falar em diabo, lembrei-me desta canção de José Afonso. Parece uma resposta ao líder do PSD, que vê o diabo em cada esquina, e uma metáfora que cai que nem ginjas na situação actual. 
Até parece um hino à geringonça. E sempre eleva o nível cultural da coisa.
Zeca é aqui acompanhado por Rui Melo Pato. O disco é Cantares do Andarilho, primeiro grande trabalho do grande senhor da música portuguesa.
Escutem.

facebook
+