sexta-feira, 25 de novembro de 2016

A HERANÇA | De vez em quando tropeçamos numa porcaria qualquer que o homem cá deixou. Em tempos foi um vinho que ele fez e que sabia a tudo menos a vinho. Alguém comprou a zurrapa e a coisa ficou por ali. Agora veio à baila "material filatélico, numismático, medalhístico, objetos vários, revistas, jornais, documentos, mapas e livros". Mas para que quer isto a Câmara de Santa Comba Dão? Devolvam estas trampas ao sobrinho e tenham juízo. Ou então enterrem tudo lá na famosa campa rasa. A memória do homem que se lixe. Isto já fede.
Fonte Expresso
facebook

+