quinta-feira, 13 de outubro de 2016

DARIO FO | No dia em que sabemos que Bob Dylan é laureado, morre outro polémico vencedor do Prémio Nobel. As discordâncias são louváveis. Discordar é sal para a democracia. As polémicas valem o que valem. Valem muito, quando iluminadas pela inteligência e pelo humor. Dario Fo foi praticante desse tão perigoso desporto. A igreja católica nunca lhe perdoou as ousadias. Essa ausência de perdão também vale o que vale, que é mais ou menos nada.
Muito obrigado, senhor Dario Fo.

Fonte Expresso
facebook
+