sexta-feira, 1 de julho de 2016

PANINHOS QUENTES | Sinceramente não entendo esta preocupação com as declarações do ministro alemão. O homem recomenda, não ameaça. Claro que as recomendações dele sabem a ameaça, mas não o tomemos por tolo ou descuidado. Se ele as quiser fazer não recomenda nem ameaça. Faz e pronto.
facebook
+