sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

SEM CAVACO | Cavaco falou e andou. Um mensageiro do seu partido, em reacção e apoio ao discurso, queixa-se de ambições pessoais e mais não sei o quê. Duas mensagens frustes e tristes. Há gente que se presta a estas figuras tristes. Fica a certeza de que esta é a última vez que ouvimos Cavaco desejar-nos bom ano. E essa é a boa nova. 
facebook
+