sábado, 26 de dezembro de 2015

URGÊNCIAS POUCO URGENTES | David Duarte morreu por falta de assistência. Aneurisma sem tratamento. O caso despertou-nos para a situação. Ao fim-de-semana as equipas médicas escasseiam. Conflitos com pagamentos de horas extraordinárias ditam o atropelo. Soube-se hoje que o super-ministro da saúde, o inefável Paulo Macedo, foi alertado há três anos. Parece que o elogiado ajustador económico borrifava-se nas pessoas, tal como todos os seus colegas de governo. Era preciso poupar. Poupar vidas? Não, o que interessa é ter cofres cheios. O Bloco de Esquerda chegou a denunciar a situação. Percebe-se também agora que muitos outros casos existiram. David Duarte foi mais mediático. Mais uma vez percebemos que fomos governados por bandidos insensíveis. Gente do pior. Estes meliantes não podem voltar a dominar as nossas vidas.
facebook
+