terça-feira, 8 de dezembro de 2015

MUITO LÁ DE CASA | Da entrevista que às SICs destaco o anúncio do novo conceito de campanha. O candidato da imagem não vai ter imagens em cartazes e outdoors. Apresenta esta ideia como algo novo. Diferente. Quase revolucionário. Os outros candidatos que apresentem as escusadas despesas e assumam esse desperdício. O homem anda em campanha há um ror de anos? Televisões e revistas de embrulhar castanhas não o largam? E então, não está a tempo de arrepiar caminho? Não é bem vindo este asseio? Ah, é verdade: o senhor é muito amigo do ex-dono disto tudo mas não mistura as coisas. E é militante do PPD/PSD mas isso agora não interessa nada. Temos que ser o que for preciso. Pois. Ah, e também é católico, muito católico, o céu está com ele. Que mais poderemos querer de um Presidente?
facebook
+