segunda-feira, 2 de novembro de 2015


GOVERNO ELECTRODOMÉSTICO | Ao ouvirmos as primeiras declarações como governantes da ministra da cultura e de não sei quê mais, e do ministro da administração interna e das orações aos céus, percebemos que Passos Coelho não perdeu um minuto do seu precioso tempo a pensar no governo. Foi quem tinha ali à mão. Se a coisa continuasse teríamos pano para mangas em anedotas de tasca. 
facebook
+