domingo, 25 de outubro de 2015

OS SENHORES DA GUERRA | Tony Blair pede desculpa. Acha mesmo que a atitude que tomou juntamente com Aznar, Bush e Barroso, animou o Estado Islâmico. Levou tempo a perceber. Durão Barroso, que até viu as provas que denunciavam Saddam, continua orgulhoso do feito. Bush e Aznar não se sabe. Andam por outros negócios. Até podemos acreditar que foi com a maior boa vontade que o fizeram. Responderam às suas mais preciosas e definitivas convicções. Mas a política tem muitos enleios. Houve quem tivesse percebido a coisa antes da guerra. Até desfilámos contra a ofensiva. Blair reconheceu agora o erro. Tarde, mas mais vale tarde que nunca. Agora devia ligar aos seus companheiros de batalha, e convencê-los a pespegarem-se à porta do tribunal de Haia. A decisão que tomaram foi excessivamente grave. Prejudicou muito o mundo. Morre muita gente todos os dias. Era bom que os políticos assumissem estes erros, em vez de serem eternamente recompensados com principescas mordomias até ao fim dos seus dias. É pedir muito, eu sei. Mas isso é que era.
facebook
+