terça-feira, 21 de julho de 2015


SENADORES | O futebol e o champions e o caraças são recorrentemente chamados ao argumento político. Como se a política fosse um jogo da bola. Provavelmente para eles é. Santana Lopes fala sempre "com franqueza". Vitorino recorre a um humor de conversa familiar. Tudo ali é banal e previsível. Ouvimos estes "senadores" e percebemos a razão de termos uma chusma de parolos na Assembleia da República e carradas de totós nos painéis de comentário político. E, já que estou com a mão na massa, ficamos a saber na perfeição a razão de termos Passos Coelho em primeiro-ministro.
facebook
+