quarta-feira, 22 de julho de 2015

HISTÓRIAS DO REINO ANIMAL | Afinal parece que Cavaco se engana sempre. Deve-se tal insistência no erro ao facto de nunca ter dúvidas. Acredita em tudo o que lhe dizem sem hesitações. Existem uns assessores que cumprem esse papel. Como os assessores são todos adeptos das políticas do seu correspondente em São Bento, o homem acaba sempre por largar bacorada pela boca fora. O desespero dos conselheiros em manterem a tropa fandanga alaranjada nos salões do poder não lhes permite a decência. Claro que Juncker também não é ave de confiança. A vontade de poisarem nos diferentes poleiros é que provoca estes desequilíbrios. No fim das contas podemos concluir que temos um presidente-papagaio. Já não há é paciência para este palrar.
Fonte Expresso
facebook
+