quinta-feira, 4 de junho de 2015

Têm hoje a Grécia no bolso. Fazem o que querem.
A política deixou de existir. Nem tão-pouco existe economia. Hoje, o que existe é uma contabilidade cretina, imbecil, saloia, de merceeiros avaros, taberneiros embebedados pelo odor do lucro. Alguns até avental usam. Falam todos com displicência ácida. Dantes enganavam-nos dizendo que o futuro estava aí a chegar. Para o ano. Agora nem isso. Agora rosnam que não temos futuro com a mesma lata com que dantes o anunciavam. Os olhos
imperiosos e imperiais são colocados num alvo qualquer, como os medrosos que não olham de frente. O futuro mudou de sítio.
Com estes governos estamos condenados a uma economia leprosa que vai caindo aos bocados. Se esta cáfila não desanda, havemos de ficar sem corpo, nesta gafaria chamada Portugal.

Alice Brito em O DIA EM QUE ESTALINE ENCONTROU PICASSO NA BIBLIOTECA

facebook
+