quarta-feira, 10 de junho de 2015

NUNO MELO | Conheci o Nuno há muitos anos. Trabalhámos juntos em três peças. Encontrava-o regularmente. No Chiado. No Bairro Alto. Gostava de o ver trabalhar. Gostei muito de o ver em O Barão, de Edgar Pêra. Foi um actor com A grande. Vivia aquilo. Não imaginava outra vida. Agora partiu. Quando os amigos partem os dias ficam mais tristes. Cinzentos. Negros. 
Muito obrigado, Nuno. Aplaudo-te de pé.

facebook
+