quarta-feira, 10 de junho de 2015

INDECENTE E MÁ FIGURA | Cavaco não alinha em maledicências. Mas aproveitou o discurso do 10 de Junho para dizer mal de quem discorda dele e do seu governo. O Presidente, em véspera de contenda eleitoral, revela não entender muito bem o que é a democracia. Parece não saber o que é o natural e saudável conflito democrático. Aliás, nunca soube. Basta recordar os tempos em que foi primeiro-ministro. Não ia ao parlamento, não queria saber de quem pensava diferente dele.
Mas este discurso do "dia da raça", como ele o classificou aqui há uns anos, constitui-o, apesar de tudo, um bom momento para a democracia. Foi o último em que participou. 

facebook
+