quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

UM ABRAÇO AO FUTURO | O futuro das artes passa também por esta casa. Aqui se formam profissionais. Acontece que vivemos um tempo em que isso não interessa para nada. Os poderosos ajustadores só se lembram de artistas para animar campanhas eleitorais. Mas que sejam acima de tudo famosos. Qualquer Carreira analfabeto serve. Estes podem ser votados ao silêncio. À extinção. Artistas para quê? Para se gastar dinheiro ao erário público? Vamos continuar a viver acima das nossas possibilidades? Formemos economistas e comentadores económicos. Arautos do neoliberalismo. Esses fazem falta todo o ano. Acabemos de vez com a cultura. A ignorância não interfere no orçamento. Pelo menos a curto prazo. O abraço, hoje às 12 horas.
facebook
+