domingo, 18 de janeiro de 2015

DO RESPEITO E DA PARVOÍCE | O que mais me preocupa. Preocupa mesmo. É esta santa aliança entre religiosos e não-religiosos solidários com as ofensas aos religiosos. Parece que agora não se pode ser ateu praticante. Temos que nos render às fantasias propagadas por mor do respeito. O respeitinho é muito bonito. Não se contraria quem tem fé. Não se contraria quem manda. Quem não tem fé num deus que manda matar é lixo. Mas é melhor entenderem-se. O estado islâmico já decretou: Tens que usar véu. Tens que adorar o profeta. Não podes comer o que te apetece. Só aprende a ler quem a gente manda. Enfim, quem não respeitar as normas é alvo a abater. O mundo do profeta não pode conviver com tenebrosos e vis ateus. E ateus são todos os que não seguem o profeta. Pois é, há quem ache razoável respeitar-se isto. Corremos o risco de sermos todos abatidos, mas temos que respeitar os nossos carrascos. Os teóricos destas parvoíces desdobram-se em comentários e ofensas a quem não se rende a esta subjugação. Nós, os que não acreditamos em fantasias, não temos motivos para matar ninguém, de facto. Mas todos eles têm e, por isso mesmo, acham normal os ataques. Agora até o papa. É uma tristeza. Perigosa. 
facebook
+