segunda-feira, 30 de junho de 2014

BANDEIRA AO VENTO | Este senhor diz que os comunistas roubaram a bandeira dos pobres aos cristãos. Mas não esclareceu se já apresentou queixa na polícia.
facebook

domingo, 29 de junho de 2014

O GRANDE GÉNIO DA INDÚSTRIA | A gente vê as homenagens ao criador do Barreiro industrial, e vê que aquela gente estaria ali mesmo que a ditadura não tivesse tido um fim. Ainda não percebi se também fazem o elogio da repressão. Ou se aprovam a criação de firmas nem que seja a toque de caixa. E nada tenho contra a criação de empresas, mas esta moda do empreendedorismo, elevada assim a quase religião, está a transformar-se em baboseira. Se a moda do neoliberalismo não passa, ainda teremos de aturar homenagens a Salazar e ao grande impulsionador do empreendedorismo no país vizinho, o "visionário" Franco. Esperem pela pancada.
facebook
A SOBREVIVÊNCIA DOS RATOS | Christine Lagarde admite que as situações de Portugal e da Irlanda poderiam muito bem ter sido renegociadas. Ou seja: o que é óbvio para quem tem respeito pela dignidade das pessoas, foi agora reconhecido por quem se está nas tintas. O problema aqui é que a coisa está a correr mesmo mal. Nota-se à légua. Com timoneiros destes não há embarcação que se mantenha à tona. O barco afunda-se e os ratos saltam da plataforma. Passos e a sua amanuense para as finanças podem limpar as mãos à parede.
facebook

sábado, 28 de junho de 2014

PEREGRINA PRIORIDADE | Os partidos da maioria governamental querem-nos impingir a instituição Dia do Peregrino. O dia 13 de outubro celebrará a vida dos cromos que se aventuram estrada fora em busca de não sei o quê. Não faria sentido os partidos da oposição proporem agora a criação do dia do busto de Napoleão? Isso é que era.
facebook

sexta-feira, 27 de junho de 2014


SÉRGIO GODINHO EM SETÚBALSim, Sérgio Godinho vai estar esta sexta-feira em Setúbal, na Casa da Cultura. Vai apresentar a exposição que ilustra quarenta das suas canções. Os melhores ilustradores portugueses interpretam letras e músicas que nos entram pelos ouvidos e que por cá vão ficando. João Paulo Cotrim, o editor da obra que reúne em álbum impresso o resultado desenhado, vai falar sobre a ideia deste projecto. Mas falaremos também de outras estéticas. Sérgio Godinho, juntamente com José Afonso e outros pioneiros da nova música portuguesa, foram também exigentes estetas logo a partir dos seus primeiros trabalhos gravados. Designers com olho de Casimiro — como o protagonista da canção de Sérgio — desenharam a diferença em capas que nos limpam a vista e abrem as mentes. Esta conversa tem pano para mangas. Não fossemos nós como o pano-cru.
O encontro está marcado para as nove e meia da noite desta sexta-feira, dia 27 de Junho. Espalhem a notícia.
 

SÉRGIO GODINHO E AS 40 CANÇÕES
CASA DA CULTURA | SETÚBAL
27 DE JUNHO A 31 DE JULHO


Imagem: a exposição já está montada — faltam apenas uns ligeiros retoques — e aguarda a vossa visita. Apareçam por cá. 

facebook

quinta-feira, 26 de junho de 2014

OS EXTERMINADORES DA MADEIRA | Parece que o PSD/Madeira vai explanar uma ideia luminosa que propõe a extinção do Tribunal Constitucional. Cada um sabe de si, mas eu preferia outra solução: que tal a exterminação do PPD/PSD de aquém e além mar? Por via eleitoral, é claro. Com o pessoal a correr com eles de voto em punho. Digam lá se não era uma solução e pêras.
facebook
DÍVIDA DE GRATIDÃO | O ex-autarca e ex-detido Isaltino de Oeiras é a grande atracção dos telejornais. Perseguem-no: ele é a tomar o café da manhã, ele é a falar das privações na prisão, ele é a esclarecer a elegância física que ostenta, ele é a informar que recebeu milhares de cartas de admiradores.Tanto interesse pela criatura comove. Não seria tempo de a direita unida pegar neste dinossauro e atirá-lo para a corrida ao lugar de Cavaco? Aproveitem esta onda de popularidade. Roubou mas fez. Não é lema que encaixa na perfeição nas vossas premissas? Pensem nisso. 
facebook

quarta-feira, 25 de junho de 2014

SATISFEITA IGNORÂNCIA | A alegria que ilustra as faces das promissoras jornalistas diz tudo. É tão bom estar ali frente a uma figura pública tão interessante. Isto não é actividade jornalística em competência informativa. É uma choldra.
facebook

terça-feira, 24 de junho de 2014

ESPALHEM A NOTÍCIA | A exposição abre na próxima sexta-feira, dia 27 de Junho, às 21:30 horas, e estará à disposição da nossa curiosidade até 31 de Julho. 
Aqui serão mostrados trabalhos de quarenta dos mais destacados ilustradores portugueses. Várias gerações, diversas origens, todos os estilos e linguagens, para iluminarem algumas melodias que marcaram os nossos dias.
Sérgio Godinho e João Paulo Cotrim estarão presentes na abertura. Conversaremos com eles.  Como canta o Sérgio: espalhem a notícia.

SÉRGIO GODINHO E AS 40 CANÇÕES
CASA DA CULTURA | SETÚBAL
27 DE JUNHO A 31 DE JULHO

segunda-feira, 23 de junho de 2014

ILUSTRAÇÃO PORTUGUESA CONTEMPORÂNEA | Sérgio Godinho e João Paulo Cotrim estarão em Setúbal na próxima sexta-feira. A Exposição estará na Casa até ao fim do mês de Julho. É de não perder. Apareçam.
facebook

domingo, 22 de junho de 2014

BATALHA CAMPAL | Um supermercado diz, em campanha publicitária de apoio à guerrilha, que "até os comemos". O general das tropas diz que "temos de ser uma equipa de homens". Desconhecia a possibilidade canibal. E nunca me passou pela cabeça que as mulheres entrassem em campo. Pensava que, nestas lutas para gente de barba rija, às mulheres era permitido apenas gritar nas bancadas e comentar para as televisões nas reportagens de ocasião. O general fez bem em esclarecer a estratégia para hoje.
facebook

sábado, 21 de junho de 2014

REPOSITOR DE PRODUTO | Será que os funcionários públicos têm uma linha de pensamento específica? Haverá uma filosofia por eles desenvolvida? E este Garoupa que pensamento desenvolve? É um proeminente pensador que acaba de sair do armário? Ah, não é do armário? É da prateleira do supermercado? Compreendi-te.
facebook

sexta-feira, 20 de junho de 2014

NACIONAL-ABJECCIONISMO | António Costa quer dialogar à esquerda. Parece que não está muito virado para um governo de bloco central. Boa notícia que pode entusiasmar os socialistas situados mais à esquerda. Fico na expectativa esperando que se cumpra a premissa. O país bem precisa. Sobre a apresentação da candidatura no Tivoli, que revelou um auditório a abarrotar, tenho uma pequena observação a fazer: os comentários ao estado físico de Mário Soares, presente na sessão, por parte de gente abaixo de qualquer classificação, situada politicamente entre o abjecto e o mentecapto, causam a maior repugnância a quem não considera a política um picnicão de supermercado. Os comentários indignos e as observações pautadas pelo mais escabroso mau gosto são repugnantes. Esta gente do PPD/PSD e mais os delinquentes do CDS/PP são repugnantes. Era só isto.
facebook

quinta-feira, 19 de junho de 2014

CHICO BUARQUE 70 | Escreveu canções que transformaram a música brasileira. Escreve livros surpreendentes. Rejeitou os militares que quiseram tornar o seu país uma coisa estranha e triste. É solidário com quem sofre injustiças. Canta com quem se liberta e festeja a liberdade. Tem um talento do tamanho de outro mundo. Um homem do seu tempo que marca o tempo em que vive. Um grande senhor.
Faz hoje 70 anos. Parabéns, Chico. 
facebook

quarta-feira, 18 de junho de 2014

ESTE HOMEM É BRILHANTE | Espero que os deputados não utilizem o seu cargo para fazer política partidária. Foi isso que 45 deputados fizeram. Não respeitaram o seu mandato, afrontaram o secretário-geral e o partido, utilizando o seu cargo de deputado para fazer política partidária. E isso envergonha o partido. Então os militantes de um partido não devem fazer política partidária? Ouve-se e pasma-se. Já nos habituámos às tiradas sem brilho desta pouco brilhante criatura, mas esta é luminosa. Com a candidatura de António Costa, talvez o PS se veja livre destes autómatos avessos à política partidária. Só por isso já valeu a pena.
facebook

terça-feira, 17 de junho de 2014

SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA NACIONALEstão uns senhores nas televisões muito preocupados com qualquer coisa que aconteceu no Brasil. Parece que foi uma vergonha nacional. Será culpa do Governo? Do Tribunal Constitucional? De Poiares Maduro? Do linguista doutor Miguel Relvas? Será que a crise no PS afectou o desempenho dos nossos representantes? É preciso fazer qualquer coisa. A vergonha enche-nos de tristeza. Os comentadores não se calam. Declaram-se evidências. Está explicado: Algo correu mal. Ainda faltam as avaliações dos mercados. Os mercados, esses grandes jogadores. 
facebook

segunda-feira, 16 de junho de 2014

TRILHOS CIRCULARES | A Arte é para muitos a libertação de uma espuma que sufoca. A Arte belisca-nos. Somos atraídos por esta vontade de perceber a realidade que observamos. A liberdade garante-nos o acesso a um saber que nos espevita e ajuda a limpar a espuma que nos tolhe o olhar e a mente. Rui Cardoso em tempos idos desenhou, pintou, fez intervenções murais. Depois parou. Fez pela vida de outras maneiras. Agora regressou e mostrou um caminho. O caminho faz-se caminhado, disse o poeta. Há quem circule pelas artes visuais como quem procura a razão de uma existência. A necessidade de dizer o mundo pelas palavras íntimas de um saber adquirido. Nesta nova caminhada a procura estética ganha uma nova linguagem. Luz e cor dispõem-se em círculos e circulam entre tonalidades frias e quentes. Entre contrastes de claros e escuros. Lirismo eivado de um conhecimento que é uma busca permanente. Percebem-se as referências e as suas influências. Este é um caminho que anuncia um regresso. Outros trilhos serão propostos. Ficaremos atentos.
[Fotografia de Rui Cardoso por António Correia]
facebook

domingo, 15 de junho de 2014

A FOME, A FARTURA E AS BOLACHAS SEM SAL | Um jornalista do Público descobriu que um punhado de intelectuais de direita começaram a "sair do armário". O acontecimento é anunciado com estrondo. A gente espreita para o interior do armário e percebe que afinal o móvel estava cheio de propaganda descolorida e esqueletos empoeirados. Aguardamos a anunciada fornada de corajosos intelectuais de direita. Sentados, é claro.
Notícia Público
O REI VAI NÚVai haver um novo Felipe no palácio dos reis espanhóis. Mas nada de grandes sustos. Não se esperam invasões. Os reis hoje já não são o que eram. São enfeites de varanda e cromos das revistas cor de rosa. As princesas são brincadeiras entre pais e filhos: a minha princesa é o meu tesouro. A monarquia é assim um jogo de famílias plebeias que gostavam de pertencer à casa do rei. Ou nem por isso, mas aquilo é giro, prontos. As monarquias verdadeiras têm o que merecem: são estórias de encantar para públicos menos exigentes. Regimes da treta. A decadência nota-se à légua. Tentam desesperadamente adaptar-se aos novos tempos. Limpam fachadas e branqueiam os muros do escândalo. Vivem de fachadas. Sem jeito. O ridículo salta. Mata.
Viva a República.facebook

sábado, 14 de junho de 2014

ONDE PÁRA A VERGONHA? | A desfaçatez destes maduros é irrepreensível.
facebook

sexta-feira, 13 de junho de 2014

MUITO CÁ DE CASA | É hoje que Viriato Soromenho Marques vai estar à conversa connosco. Apareçam.
facebook
THE BEAT HOTEL | A poesia da Beat Generation foi o motivo para a festa. Festa que aterrou em grande delírio naquele palco do Teatro do Bairro. André Gago convoca os protagonistas: Allen Ginsberg, Gregory Corso, Lawrence Ferlinghetti, William S. Burroughs, Jack Kerouac. Mas o fantasma de Jim Morrison passou por lá sem ser anunciado. Aliás, os fantasmas daquela gente toda andaram por ali num reboliço. As diferenças misturaram-se em saudável convívio. André Gago deu voz e corpo a um projecto que evoca os recitais que abriam os concertos dos grupos urbanos de referência na vida cultural de Nova Iorque e São Francisco nos anos cinquenta do século passado. Foi há bocadinho. Há coisas que não morrem. Ficam. Pairam. Charles Bukowski conta histórias destes extraordinários eventos no livro Mulheres, por exemplo. É por lá que afiança que a literatura aperfeiçoa a realidade. André Gago e seus companheiros de performance — André Sousa Machado, Edgar Caramelo, Fausto Ferreira, Tiago Inuit e Vj Pedro Blanc — fizeram isso neste magnífico espectáculo: aperfeiçoaram uma realidade que conhecemos dos relatos escritos e de um ou outro registo gravado. Mas fizeram esta abordagem com apetites de contemporaneidade. A interpretação de André Gago é soberba. André é um actor soberbo. Foi no Teatro do Bairro, no Bairro Alto, que testemunhei  este recital único. Mas eles vão andar por aí. Não os percam de vista.
Parabéns, André.  
facebook

quinta-feira, 12 de junho de 2014

AMANHÃS QUE CHORAM | Um dia acordamos e percebemos que as rádios, as televisões, os jornais, todos, sem excepção, anunciam que a democracia estava acima das nossas possibilidades. Os comentadores económicos mostram as provas com números muito precisos. Não era possível. Despesista e sem controle financeiro. Os políticos neoliberais avançam com mais ajustes para que a economia cresça ainda mais. Sim, porque o país está bem, agora que a democracia foi extinta. Há grupos económicos prósperos. Não há tribunais. Foram substituídos por uma comissão presidida pela professora de direito Teresa Leal Coelho. Assim, a austeridade é alargada. As empresas controlam o excesso de pessoal fazendo acordos com a polícia, que actua à mínima ameaça de paragem de produção. Marinho e Pinto é ministro da justiça. O poderoso lóbi gay foi erradicado. Miguel Relvas foi para a pasta da Educação desta junta de salvação que se formou para corrigir os erros da democracia. José Gomes Ferreira já apresentou o seu programa de governo à chanceler Merkel. O orçamento de estado foi elaborado por Medina Carreira que amanhã anuncia um novo pacote de austeridade. Anuncia não, põe em prática. Sem democracia já não são precisas essas palhaçadas. O doutor Oliveira Salazar vai ser condecorado a título póstumo no próximo 10 de Junho. Viva Portugal. 
facebook
AMANHÃS QUE CHORAM | Um dia acordamos e percebemos que as rádios, as televisões, os jornais, todos, sem excepção, anunciam que a democracia estava acima das nossas possibilidades. Os comentadores económicos mostram as provas com números muito precisos. Não era possível. Despesista e sem controle financeiro. Os políticos neoliberais avançam com mais ajustes para que a economia cresça ainda mais. Sim, porque o país está bem, agora que a democracia foi extinta. Há grupos económicos prósperos. Não há tribunais. Foram substituídos por uma comissão presidida pela professora de direito Teresa Leal Coelho. Assim, a austeridade é alargada. As empresas controlam o excesso de pessoal fazendo acordos com a polícia, que actua à mínima ameaça de paragem de produção. Marinho e Pinto é ministro da justiça. O poderoso lóbi gay foi erradicado. Miguel Relvas foi para a pasta da Educação desta junta de salvação que se formou para corrigir os erros da democracia. José Gomes Ferreira já apresentou o seu programa de governo à chanceler Merkel. O orçamento de estado foi elaborado por Medina Carreira que amanhã anuncia um novo pacote de austeridade. Anuncia não, põe em prática. Sem democracia já não são precisas essas palhaçadas. O doutor Oliveira Salazar vai ser condecorado a título póstumo no próximo 10 de Junho. Viva Portugal. 

quarta-feira, 11 de junho de 2014

10 DE JUNHO, OU COMO ACABAR DE VEZ COM A DEMOCRACIA | As comemorações existem e são frequentadas por quem as aprecia. O povo participa se o deixarem e se estiver para aí virado. Mas há um povo que não vai em festejos — porque faz sacrifícios e não está por aqueles ajustes —, e manifesta o seu descontentamento para que conste. E depois há uns locutores que condenam os manifestantes, e há uns "inspectores" que pedem identificação para autos futuros, naturalmente. Também há um responsável militar a condenar quem se manifesta e recordando que as forças armadas devem ser respeitadas. E depois, assim como quem não quer a coisa, há uns anúncios governamentais a dispensar cheques lá de fora porque cá dentro está tudo muito bem amanhado. Desmaios à parte, se isto não são tentativas de imposições obscuras, o meu teclado é uma pistola. Carregada.
facebook

terça-feira, 10 de junho de 2014

A VOZ DO DONO | Cavaco discursa. Manifestantes manifestam-se. Cavaco cede a uma indisposição. Manifestantes continuam a manifestar-se, como é natural. Jornalistas televisivos comentam a atitude como uma coisa nunca vista. "E continuam a manifestar-se" dizia uma imbecil na SIC. No tempo em que Balsemão mandava este aprumo era outro. Honra lhe seja feita. O comentário jornalístico não carregava opinião pessoal. Esta malta só ouve a voz do dono. Mas o dono não mora lá na estação de Carnaxide. Mora na sede da jota partidária onde a "piquena" se formou. Mal e porcamente, é claro.
facebook
10 DE JUNHO | Há quem comemore outras coisas. Eu comemoraria com muita satisfação o fim deste governo. O Dia de Portugal servia. Por Portugal.
facebook

segunda-feira, 9 de junho de 2014

MAS QUE RAIO DE TOLERÂNCIA É ESSA? | Marine Le Pen pôs-se a brincar às famílias e resolveu dizer aos outros meninos, alto e bom som, que os judeus não eram assim tão maus como os pintava o pai Le Pen. Como a brincadeira não foi no seu quarto de menina mimada, foi na rua, no meio de toda a gente, o pai ouviu e não gostou. Deu-lhe um valente puxão de orelhas e lembrou à menina endiabrada que se ali está a ele o deve. Ela e todo o bando de energúmenos fascistas que desfilam nas fileiras da sua Frente Nacional. Um bom conservador é assim, à moda antiga. Uns tabefes na cara nunca fizeram mal a ninguém. Força senhor Jean-Marie. Chegue-lhe. Esta garotada de agora não sabe o que diz. Qualquer dia põem-se a dizer que os emigrantes são gente decente. Só falta.
facebook
A Paz viajou em busca do silêncio 
Sitiou Berlim 
Abdicou em Londres 
A Paz saltou dos olhos do poeta 
Atacada de psicose maniaco-depressiva 

[José Afonso]

facebook

sexta-feira, 6 de junho de 2014

O ESTADO DA ARTE | Já atingimos os limites? Nada disso. Aguardam-se mais desenvolvimentos. Uma sugestão: que tal contratarem esta artista para fazer o retrato do professor Cavaco Silva para a galeria dos Presidentes? Até parece que estou a ver: Um Cavaco em loiça, todo forrado a alvas rendas, e a pingar lantejoulas. Era bonito.
facebook
GASPAR NO FMI. E ENTÃO?! ONDE ESTÁ A SURPRESA? | Gaspar chamou mesmo "enorme" ao aumento de impostos que aplicou para ajustar as contas do país Portugal. Agora aceitou a sugestão do primeiro-ministro e emigrou. Vai trabalhar para o país dos grandes e vai ganhar vinte e três mil euros livres de impostos. E vai poder reformar-se três anos depois com 70% deste vencimento. Candidatou-se ao lugar e foi aceite. Faz sentido. Por cá o ajuste funcionou — estamos tão bem que nem temos palavras para lhe agradecer — e ele, muito justamente, foi recompensado pelos mentores dos ajustes. Para Gaspar o ajustamento funcionou às mil maravilhas.
Ainda querem que a gente se cale e aguente. Vão-se mas é lixar!

facebook
ACLARAÇÃO | É a palavra da moda. O mais estranho é ser pronunciada em abundância por uma criatura que chega a primeiro-ministro sem saber ler nem escrever. O homem nem percebe a gravidade das bacoradas que projecta da bocarra para fora. Mente e ameaça como louco em delírio. Circula em roda livre. Quem devia não o interrompe. Quem o quer ver pelas costas aguenta. A palavra da moda devia ser BASTA.
facebook

quinta-feira, 5 de junho de 2014

HONESTIDADE E INTELIGÊNCIA | De vez em quando vêm à liça uns estudos que revelam coisas extraordinárias. Em tempos saiu um assegurando que as pessoas de esquerda são mais inteligentes do que as de direita. Agora saiu este revelando que quem diz palavrões é mais honesto. Estas coisas valem o que valem, mas confesso que até tendo em simpatizar com os referidos estudos. É que politicamente sempre alinhei à esquerda. E por outro lado quero que estas merdas de estudos se fodam. Mais honesto não posso ser.
FALTA DE VERGONHA | Passos diz que juízes do TC têm de ser mais bem escolhidos? Talvez todos escolhidos por ele, não?!
Notícia DN
facebook
ONDJAKI NA CULSETE | O escritor vai estar na livraria, em Setúbal, no próximo sábado. O seu mais recente livro é o motivo.
facebook

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Só um governo fundado na universalidade das leis, na lisura das decisões, e livre do arbítrio da força ilegítima, poderá conduzir a União Europeia para fora da zona de perigo, para onde, imprudentemente, se deixou arrastar há demasiado tempo.
Viriato Soromenho Marques | PORTUGAL NA QUEDA DA EUROPA

A EUROPA ESTÁ EM QUEDA, MAS AINDA NÃO SE DESPEDAÇOU
| Viriato Soromenho Marques vai estar na próxima sexta-feira, dia 13, na Casa da Cultura de Setúbal. Vamos ter a oportunidade de conversar com ele sobre a crise que nos agride. Onde está a chave para este problema? Que soluções nos apresentam os actuais líderes europeus? A dependência da Alemanha é uma fatalidade? Venham conversar connosco.

MUITO CÁ DE CASA
Com Viriato Soromenho Marques 
Dia 13. Sexta-feira. 22H00
facebook
Casa Da Cultura | Setúbal

terça-feira, 3 de junho de 2014

COITADINHO DO MARQUINHO | Esta figurinha de opereta diz que o Tribunal Constitucional não está à altura das suas responsabilidades. Como se a Responsabilidade fosse tempero exclusivo do frasquinho da figurinha de opereta. 
facebook

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Como é que chegámos aqui? como é que as democracias europeias parecem tão impotentes, em 2014, para evitarem os riscos de desagregação europeia, tal como foram os regimes europeus dos anos de 1930, numa altura em que a democracia não gozava da hegemonia que hoje parece ser praticamente incontestável no Velho Continente.
Viriato Soromenho Marques | PORTUGAL NA QUEDA DA EUROPA

No encontro Muito cá de casa. com Fernando Dacosta, que aconteceu na passada sexta-feira, na Casa Da Cultura | Setúbal, o escritor terminou a sua intervenção citando Viriato Soromenho Marques. Confessou ter pelas suas opiniões grande apreço. Isto anda mesmo tudo ligado. O novo livro de Viriato Soromenho Marques vai ser hoje apresentado por Adriano Moreira, no CCB. E no próximo dia 13, sexta-feira, é a vez de Setúbal o receber na sua Casa da Cultura em encontro Muito cá de casa. E é claro que vai ser uma conversa a não perder. A propaganda segue dentro de algumas horas. Até já.

domingo, 1 de junho de 2014

PASSEIO DOS ALEGRES | Quando eu era rapaz, Júlio Isidro passava as tardes de domingo a divulgar coisas que valiam a pena: cantores, grupos de teatro, artistas plásticos e mais uns humores de circunstância muito bem apanhados. Herman José começou ali a gatinhar no humor televisivo. Vi poucos programas. Adolescente profissional, claro que preferia os convívios fora do sofá. Mas hoje, ao passar os olhos pelos canais, percebi que a programação televisiva piorou substancialmente passados mais de trinta anos. Fiquei com saudades de Júlio Isidro. Aquilo é deprimente. Um desfile de actores de revista e apresentadores sem graça aos pinotes. Uns concursos de sorte e azar aplicáveis a feira de subúrbio. Cantores manhosos e cantoras que parecem saídas de um bar de alterne. Culturalmente, a televisão regrediu e de que maneira. E isso explica muita coisa. Enquanto os avanços tecnológicos nos aligeiram a vida, o brinquedo que está mais à mão é o preferido das massas. E este pessoal consome o que dá umas massas aos fornecedores televisivos. É por isso que o indescritível João Baião é transferido de um canal para outro como um craque. É o craque da estupidez e do gosto duvidoso. Mas há mais. Muitos mais. São lixo sem reciclagem nem nada. E as estações televisivas são esgotos em horário aberto. O melhor mesmo é esquecermos aquela alegria triste. Há tanta coisa proveitosa para se fazer graças ao avanço tecnológico. Graças à vida.
facebook
+