domingo, 23 de novembro de 2014

FUNDAMENTALISMO IMBECIL | Não comento assuntos religiosos porque não sou religioso, e porque nada tenho a ver com a vida dos outros. Só por lá passo quando os ditos assuntos passam a motivo de interesse geral. Em Canelas foi colocado um padre que a população rejeita. E de que maneira. O homem foi violentamente insultado e até se registaram tentativas de agressão física. Fui procurar informações sobre o padre Albino Reis, o rejeitado, e verifico que tem trabalho de monta como missionário Comboniano, no Nordeste Brasileiro, e como editor das revistas "Além Mar" e "Audácia" recebeu em 2001 um prémio de direitos humanos de jornalismo. Ana Sousa Dias entrevistou-o, há uns anos, no seu excelente Por Outro Lado, na RTP2. Para as gentes de Canelas esta informação passará ao lado. Em reportagem televisiva, uma fervorosa católica, aos berros, em fúria, chamou-lhe badalhoco e aconselhou-o a cortar o cabelo. O aspecto dos outros é censurável quando não condiz com o que se entende por "bom aspecto".
Enfim, os praticantes religiosos em rejeição  da diferença. A fé pertence-lhes. Foram ungidos. Não venham cá com modernices.
Cristo seria corrido do altar se ousasse entrar naquela igreja.
Deus vos perdoe, se estiver para aí virado.

facebook


+