quarta-feira, 8 de outubro de 2014

APOLOGIA DO SILÊNCIO | Afinal, para que servem as palavras? Para os donos disto tudo bastam os acenos: um sim, com a cabeça. Baptista-Bastos foi corrido do DN. As suas palavras eram muito ruidosas para esta gente a quem basta o silêncio da ignorância. Muito obrigado B-B. E continua. Nem todos estamos rendidos ao tacho das mixórdias medíocres.
+