domingo, 6 de abril de 2014

Arrumo os livros; desfaço o saco e penduro a roupa nas costas das cadeiras. Um roupeiro é muito tempo.
Jorge Fallorca | Nem sempre a lápis, Tea For One, Lisboa, 2011.
+