quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

PRESIDENTE DE TODOS OS REFORMADOS? NEM POR ISSO | Os reformados do Banco de Portugal não vão em cantigas governamentais. Não se misturam com a ralé. Cavaco Silva vai receber com juros a prestação que aufere - e que tinha sido tolhida, como a todos os reformados - relativa ao seu prestimoso contributo na intocável instituição bancária. Pode ser que assim a reforma lhe dê para as despesas. Cavaco optou pela reforma, prescindindo assim do ordenado de Presidente. É certo que as reformas somadas deixam a remuneração presidencial ensombrada. Mas o que importa é dar o exemplo. É bom termos um presidente que coloca a moralidade acima de tudo, prescindindo do ordenado pago por todos nós. 
facebook
+