quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

ENTRADA POR SAÍDA | O que mais choca nesta trapalhada é a ligeireza com que esta gente trata as nossas vidas. Draghi não confia nas artimanhas do governo cá do burgo - afinal a saída do ajustamento não vai ser um exemplo de higiene política. Por cá, o arraial estava montado. O foguetório instalado. Tudo ia correr como a Irlanda ou melhor ainda. O sonso Moedas diz coisas sem trambelho. Maria Luís vai aliviando fervuras. A inenarrável Teresa Leal Coelho sai em defesa do indefensável. Portas inaugura um relógio manhoso. Agora silencioso, Passos deve estar em São Bento a jogar ao monopólio. E nós caímos da paciência abaixo com tanta tontice. Um raio que os parta.
facebook
+