domingo, 24 de novembro de 2013

PANELAS DE PRESSÃO E OUTROS UTENSÍLIOS | Fazer pressão está na ordem do dia. Todos experimentam este corridinho. Mário Soares também entrou na dança das pressões. Portas sentiu que Soares fez pressão sobre a sociedade: incitou à violência, diz ele. Vai daí resolveu pressionar a opinião pública contra Soares. Durão Barroso, líder europeu, fez o que não faria em relação a nenhum outro país - situação completamente inimaginável -, e também deu uma achega ao rol de pressões. Cavaco sentiu-se pressionado e lá vão para análise uns acordãos que são de trombas inconstitucionais aqui ou em qualquer constituição do mundo. A coisa não agradou aos decisores infalíveis. Desta vez foi Poiares Maduro que veio conspurcar os monitores televisivos com uma pressão: o Governo não tem plano B se houver chumbo. Então se não sabem governar sem rasgar a Constituição, sigam o exemplo de Barroso - que se foi embora quando a coisa deu para o torto - e ponham-se na alheta também. É que as coisas não estão a correr tão bem como apregoam os governantes e os macaquinhos do comentário económico que sempre se enganaram. Olhem que a panela de pressão rebenta mesmo. E nós não temos nada que vos agradecer. Fazem cá tanta falta como a fome.
facebook
+