sexta-feira, 18 de outubro de 2013

VERGONHA PRECISA-SE | Independentemente da interpretação que se tenha do Orçamento de Estado para 2014, uma coisa é certa: vai afectar drasticamente a vida de todos os que vivemos do nosso trabalho. E reforça a miséria já instalada com os escandalosos cortes nos apoios sociais. Mas provavelmente tudo isto depende da interpretação que se tenha da crise e do apoio externo. Lembram-se quando o Presidente da República falava em limites para os sacrifícios? Não foi há muito tempo. Era outro o governo. E era outra a interpretação de Cavaco. Mas dava-nos jeito que tivesse um pouco de vergonha na cara. Afinal, o homem ainda é o mais alto magistrado da Nação. Infelizmente.
facebook
+