quarta-feira, 9 de outubro de 2013

INSUSTENTÁVEL LEVEZA | Machete diz que anda aí um ataque contra a sua pessoa. Uma autêntica perseguição. Assassinato político. Querem destruí-lo. Alguém lhe devia dizer que o pessoal não quer saber da vida dele nem da sua pessoa para nada. E o primeiro-ministro devia lembrar ao senhor Machete que é ministro dos negócios estrangeiros, e não um socialite odiado por "dá cá aquela palha". E depois devia mandá-lo para casa. Só isso.
facebook
+