quarta-feira, 16 de outubro de 2013

A FORMIGA E O ELEFANTE | O presidente de Angola já leu o sermão: acabou a parceria com Portugal. Fê-lo com ar triunfalista e moralista. É claro que tudo isto foi motivado pelas declarações de Machete, que se portou como elefante em loja de porcelanas, apesar de não passar politicamente de uma formiga. É o chamado tiro no pé. Mas um diplomata tem obrigação de conhecer estes enleios. Machete agora só tem a obrigação de ir para casa. Já basta o que basta.
facebook 
+