quinta-feira, 20 de setembro de 2012

RAPAZIADAS | Parece que Passos Coelho se quis demitir por mor dos desentendimentos com Paulo Portas. É o que se diz por aí. Uma coisa é certa: Moreira da Silva comunicou que Portas não sairia da contenda sem resposta. As reuniões sucederam-se e nada. Parece que Passos está a ponderar o que vai dizer. Está tudo muito certo, mas já ultrapassa todos os limites. Passos ter dito aos seus companheiros de partido que as intempéries acabariam em 2013, vale o que vale. Passos ter anunciado, passados uns dias, poucos, medidas que anulam esse entusiasmo, vale mais qualquer coisa - interfere nas nossas vidas. Passos ter ido divertir-se num espectáculo de variedades depois de ter anunciado as medidas, poderá valer pouco - é ócio vulgar e parolo. Mas as trapalhadas raiam a irresponsabilidade e lembram brincadeiras de crianças. Só que estes meninos brincam à roda de um país. E já são muito crescidos para lhes acharmos graça. Não será já tempo de acabar a brincadeira?
facebook
+