terça-feira, 18 de setembro de 2012

PATÉTICO | Mário Crespo está a justificar-se, em directo, por causa de críticas às suas referências diárias aos gastos com a televisão pública. O homem fala como se fosse ele próprio a oposição ao serviço público de televisão. E fala com ar solene de estadista em desalinho com governados. Ridículo. 
facebook
+