terça-feira, 15 de março de 2011



À PAISANA | Existe neste momento uma guerra civil na Líbia. Quer-se dizer: civil não sei, talvez mista, mas de qualquer forma sem graça. As guerras nunca têm graça nenhuma. Mas são um bom negócio para quem as fornece. É mesmo um bom negócio para os EUA. Obama anda com todas as cautelas para lidar com este assunto. A confusão está instalada: o conflito que se estabeleceu entre Kadahfi cliente e Kadahfi novel inimigo é má para a coisa. Os líderes europeus também não pensaram duas vezes antes de andarem com a sinistra figura nas palminhas. A demarcação é ditada pelas circunstâncias. Para esta gente não há gente. Ou melhor: gente é número. E é indiferente quem cai ou fica em pé. Nem quem está à paisana se safa.
+