domingo, 23 de janeiro de 2011

http://2.bp.blogspot.com/_M-3G3u5KV94/TTMQeMTsbcI/AAAAAAAAC2w/qzIALo291q8/s1600/Presidenciais2011.jpg
... and the winner is... ABSTENÇÃO!

- Tal como esperado, a abstenção foi a atitude mais apreciada pela maioria dos portugueses. Sempre foi assim em reeleições de presidentes. Tudo como dantes. Há quem fale em debater o assunto. Debater isto para quê?

- Lopes diz que a sua candidatura foi um imperativo nacional. E parece que venceu as eleições lá no seu recanto. Foram os trabalhadores que votaram nele, disse. Trabalha-se pouco em Portugal, pelos vistos.

- Há quem diga que Nobre teve uma grande votação. Mas, perdoem-me a pergunta: para que serve tanto voto dado a uma campanha que não serve para nada?

- Desta vez é Nobre que assume o discurso do PCP. Parece que ganhou as eleições. Parabéns, senhor doutor.

- A candidatura de Cavaco já anunciou que o candidato eleito vai fazer declaração mas não vai responder a perguntas. Já começa.

- O discurso de Cavaco foi rancoroso. Não é normal em declarações de vitoriosos. Pouca elegância. No mínimo.
(Publicações inseridas no Facebook durante a noite eleitoral)
+