segunda-feira, 31 de janeiro de 2011



HÁ ALTURAS PARA TUDO | Há uma altura em que as pessoas se fartam de aturar pulhas. Nesses momentos os pulhas ficam bravos e estrebucham. O desespero leva-os a atirar sobre quem está farto de ver os pulhas a viver à grande. Para os pulhas não há povo nem preocupações com o seu bem estar, mas apenas pagadores dos seus privilégios. Na Tunísia e no Egipto a coisa está a mudar. Há alturas para tudo. Chegou a altura de a Democracia se instalar por ali. Aos pulhas resta zarparem dali para fora.
+