quinta-feira, 30 de setembro de 2010


SUBWAY LIFE | António Jorge Gonçalves andou pelos metropolitanos do mundo e da vida das pessoas e fartou-se de desenhar os seus viajantes. O resultado deu nisto: um albúm maravilhoso onde reúne uma selecção de curiosos retratos desenhados. Muito bom.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010



VALPARAÍSO | O TAS - Teatro Animação de Setúbal estreia, amanhã, Valparaiso, uma adaptação da peça com o mesmo título do escritor norte-americano Don DeLillo.
A peça aborda a vã glória dos que contam a sua vida nos canais de comunicação sem perceberem o ridículo, nem os enleios em que são forçados a participar. Um texto sobre o vazio na era da comunicação.
A Informação como meio de desinformação.
A encenação é assinada por Carlos Curto e a interpretação pertence a Ana Brinca, Célia David, Duarte Victor, Isabel Ganilho e Sónia Martins. Zé Nova tratou de desenhar os figurinos. Uma competente equipa técnica faz crescer o rol: João Carlos, António Rosa e José Santos.
O meu papel neste trabalho foi conceber o espaço cénico e desenhar o material de comunicação. Na DDLX desenvolvemos as aplicações gráficas. O espectáculo pode ser visto durante o mês de Outubro, de quinta a sábado às 21.30h, no Teatro de Bolso em Setúbal.

terça-feira, 28 de setembro de 2010



"MÉTODOS" DE ENSINO
| Li hoje, num jornal gratuito, uma queixa curiosa. Um pai denuncia atitude pedagógica de uma professora. A senhora alterou uma redacção desta maneira: o aluno escreveu "pessoas houve que fizeram" e a professora corrigiu para "pessoas houveram que fizeram". Lamentável, de facto. A professora deveria frequentar um curso intensivo de português técnico. Mas esta crónica do pai indignado recordou-me um episódio da minha infância que ainda não esqueci. No exame da 4ª classe (isto passou-se na segunda metade do século passado, é claro), um examinador interrogou-me sobre o aparelho respiratório. Eu levava tudo na ponta da língua. Aquilo resolvia-se com marranço e deduções lógicas. Mas eis que surge uma tenebrosa pergunta não prevista no meu rol de documentação: "Deve-se respirar pelo nariz ou pela boca?" Não me lembrava de tal coisa ter sido abordada nas aulas do professor Santos (competente mestre-escola, pai da ex-deputada do PCP, Odete Santos), resolvendo eu responder que era pelo nariz, já que não achei grande jeito andarmos por aí a respirar de boca aberta. Erro. "Nada disso", responde o perguntador: "Então pela boca não entra mais ar?!", justifica indignado. E aqui está a única mancha no brilhante exame que encheu de orgulho os meus pais. Uma coisinha tão simples e óbvia, e eu não a sabia. Ainda hoje me lembro da cara do ignorante que me examinou. Estas coisas marcam-nos.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

sábado, 25 de setembro de 2010

PROGRAMAÇÃO 2010/2011 | A telenovela Orçamento 2011 passa em todos os canais e mantém os mesmos protagonistas. Todos falam em irresponsabilidade, preocupações eleitoralistas, má imagem nos mercados internacionais e o diabo a sete. Parece que o último episódio vai ser exibido depois de o argumentista da casa cor-de-rosa de Belém se encher de argumentos. Nunca vi telenovelas e não estou a gostar desta experiência forçada.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010



CRISE ENERGÉTICA | Isabel II pediu um subsídio ao Estado britânico para pagar a luz dos palácios reais. O subsídio em causa é destinado a apoiar famílias verdadeiramente necessitadas. O que quer dizer que a rainha está em sérias dificuldades financeiras. A realeza também já não é o que era. A nobreza anda pelas ruas da amargura.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

TENDÊNCIAS | Já não é surpresa nenhuma: a extrema-direita está a conquistar terreno em grande velocidade. Agora foi na Suécia. Mas a Holanda continua às aranhas para formar governo, devido a uma inesperada subida da direita mais extrema. Berlusconi também é o que é. E não podemos esquecer que mesmo Sarkozi em França não é propriamente flor que se cheire. São os riscos causados por insucessos vários, enleados em crises sucessivas do sistema democrático. Parece que a envelhecida população europeia se está a tornar cada vez mais conservadora e já só acredita em exclusões e porrada para cima. É facto que continuam em minoria, mas já discutem o exercício do poder. Onde iremos parar?

terça-feira, 21 de setembro de 2010



O REGRESSO DOS HERÓIS | Começaram as aulas. Os experientes alunos com mais de um ano de actividade vão enxovalhar alegremente os recém chegados. Alguns destes caloiros até acham graça à coisa. Chamam-lhe integração. Agora até há pais que assistem orgulhosos à humilhação dos seus rebentos. Tudo isto parece cada vez mais normal. Eu acho esta gente toda anormal.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010


O LIVRO DO MESTRE ANDRÉ | O livro vai andar por aí a partir da data apontada no cartaz aqui de cima. Eu já sei o tema tratado (privilégio de ser amigo do autor), mas não digo nada porque não tenho que me pronunciar sobre assuntos de política editorial (esta aprendi com o Presidente). Vou esperar pelo lançamento e logo a seguir vou apreciá-lo. Sem pressas, que há coisas que se devem fazer devagar. Aguardam-se bons momentos de leitura.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

quinta-feira, 16 de setembro de 2010



O PASSEIO DE CAVACO PELA AVENIDA | Ribeiro e Castro jantou com uns amigos que o admiram. Pelos vistos existem. A imprensa diz que foi com a intenção de o convencer a avançar para Belém. A direita bem precisa de um candidato bem de direita, bem católico, bem homofóbico e bem posto nas suas ideias bolorentas. Um candidato bem às direitas. Cavaco, homem de esquerda que se atreve a aprovar leis bem progressistas, nunca será perdoado. A intolerância fica tão bem a certa direita...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010


FRANCISCO RIBEIRO | Tudo começou com uma gravação no convento de Madre de Deus. Depois, este grupo de músicos de excepção fez história na música. Os Madredeus correram mundo e foram representantes de quem gosta das sonoridades autênticas - sem condimentos fáceis e sensaborões, ou sem alegrias toscas e de gosto duvidoso. A primeira gravação, "Os dias da Madredeus", ditou um percurso. Depois continuou a aventura. Francisco Ribeiro foi um dos fundadores deste grupo. É normal que hoje seja um dia triste para quem acompanhou com emoção e orgulho a vida dos Madredeus. Francisco Ribeiro morreu. Obrigado, Francisco.

terça-feira, 14 de setembro de 2010



FUTEBÓIS | O programa Prós e Contras, de Fátima Campos Ferreira, na RTP 1, anunciava hoje assunto de relevante importância: O Futebol português antes e depois de Queiroz. Deitei o olho à coisa e percebi algo de que andava desconfiado. Há quem se sirva do futebol para medrar (ao tempo que andava para usar esta lindíssima palavra) na política.
É por isso que às vezes as coisas se misturam e acaba por haver mais espectáculo na política do que no futebol.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010



NOUVELLE VAGUE | Claude Chabrol morreu?! Então morreu uma parte substantiva do cinema europeu. O cinema francês perde assim referência de peso. Viva Chabrol.

sábado, 11 de setembro de 2010



SETEMBRO NEGRO | No mesmo dia de Setembro, mas muitos anos antes, aconteceu outro atentado aos legítimos valores da vida humana. Um grupo de militares, comandado pelo sinistro Pinochet, derruba o governo democraticamente eleito de Salvador Allende. Depois foi o que se sabe: muita gente foi torturada e morreu durante o longo período em que durou a ditadura. O general criminoso morreu sem ter ouvido sentença. E ainda teve o privilégio de perceber que havia manifestações que o apoiavam. 
Há quem não se incomode com o extermínio de outros, e conte sempre com a colaboração da morte para servir os seus intentos.


SETEMBRO NEGRO | Já lá vão nove anos. Eu estava em Nova Iorque quando os aviões furaram as Torres Gémeas. Fiquei mais cinco dias e cinco noites. Conheci outra cidade. A grande cidade que nunca dorme ficou diferente naqueles dias. Foi um turismo estranho. Regressei no primeiro avião que me aceitou. Fui pioneiro no regresso a Portugal. Experiência única. Preferia outras experiências. Tudo isto aconteceu. Não devia ter acontecido. Tenho saudades de Nova Iorque.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

AI A JUSTIÇA, A JUSTIÇA | Aquele locutor de televisão que foi condenado a sete anos de prisão por crime de pedófilia, parece que tem uma série de programas em antena. Não pára de aparecer nas nossas casas a toda a hora. Por este andar ainda vai receber um Globo de Ouro. A bota botilde foi para Carlos Silvino. Para alguns é sempre mais difícil descalçar a bota da Justiça. Depende da conta bancária. Ou da chamada notoriedade.


CRETINICES | A criatura que figura aqui no retrato quer queimar um exemplar do Alcorão para assinalar mais um aniversário do atentado às torres gémeas. É pastor evangélico e acha que esta é a maneira mais simbólica de combater o terrorismo. Um cretino não passa de um cretino. O problema é que há cretinos que têm gente a ouvi-los. E cretinos há muitos. Uns sobem aos púlpitos e ditam regras; outros limitam-se a seguir as tonterias ditadas.
Obama assustou-se e já se pronunciou com sensatez. Mas o que vai acontecer nem Deus sabe. Digo eu, que sou ateu e não sigo homilias cegas. Mas que Deus os proteja e a sensatez os ampare, é o que eu desejo.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

NOVOS MÉTODOS DE ENSINO? | O presidente da Associação Nacional dos Municípios não quer que as escolas tradicionais da sua zona fechem. Ficarão abertas mesmo sem professores. O presidente das Associações de Pais chama a isto provocação ao Ministério da Educação. Fernando Ruas diz que nem pensar: trata-se de uma atitude contra a centralização de alunos nos novos Centros Escolares. Provavelmente acha que os professores fazem pouca falta dentro de uma sala de aulas.
São opiniões.

terça-feira, 7 de setembro de 2010



PRÉ-AVISO | Os polícias vão fazer greve. Escolheram um dia em que vai estar por cá Obama. Bem escolhido. A melhor maneira das forças de segurança se manifestarem é causando insegurança. Quem se quiser manifestar contra o Presidente dos EUA, pode fazê-lo com toda a tranquilidade: não vai haver bordoada na pinha. Polícias bacanos. Assim se vê a força da PSP.
A CADA CABEÇA... | A sentença do Caso Casa Pia foi apenas a proposta de guião para um infindável número de programas televisivos. Regressado de férias, o estimável Prós e Contras, de Fátima Campos Ferreira, presta a sua contribuição ao mais cobiçado tema da actualidade. Réus condenados e juízes condenadores lançam-se em animado debate sobre o estado a que a coisa chegou. Qual coisa? A Justiça, é claro. Na era da comunicação vazia tudo vale para encher os enchouriçados horários das televisões.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010


36 - ARQUIVO
Trabalhos concebidos entre 1985 e 2010. Direcção de imagem da minha responsabilidade.
CONSTRUÇÕES PORTUÁRIAS | Não, não é uma revista ligada à Lisnave. É uma publicação carregada de poesia, entrevista, crítica literária, opinião. Foi dirigida por António Cabrita. Originalidade de percurso: saiu apenas o primeiro número. Ficaram as saudades.

Construções Portuárias
Edição: íman publicações
Produto: revista literária
Software: InDesign
Fontes tipográficas: Emigre
Impressão: Silvas, cooperativa de trabalhadores gráficos,CRL
Lisboa. 2002

sexta-feira, 3 de setembro de 2010



PALÁCIO DA JUSTIÇA | Diz que o caso Casa Pia está a chegar ao fim. Os acusados queixam-se de maus funcionamentos do processo. Os acusadores também. Todos se queixam do sistema em si: da investigação, da falta de investigação, da lentidão da Justiça, das mentiras, das confusões, das vinganças. E depois há o julgamento popular: muita gente já sabe quem são as vítimas e onde param os culpados. As sentenças sucedem-se com certezas indesmentíveis. Grande juíz é o povo das portas dos tribunais nas suas competentes gritarias televisivas.
Tudo leva a crer que isto não vai ficar por aqui.
Onde vai parar é que não sabemos.


PREOCUPANTE | Os mineiros encurralados numa mina no Chile manifestam bom humor e paciência para esperar. O poder de resistência do ser humano parece não ter limites. Mas tem. O que poderá acontecer a cada um destes trabalhadores é inimaginável. Não sabemos se o drama acaba quando sairem dali. Mas para já é preciso que saiam daquele buraco. Esperemos que o desbaste do terreno acelere. Que venham melhores dias para estes trinta e três homens.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010



MOÇAMBIQUE A FERRO E FOGO | A violência da crise provoca violência real. Os protestos são contra o aumento dos preços dos bens essenciais. Aumentos brutais. Quem é pobre começa a não aguentar as subidas do custo de vida. A polícia atira. Há pessoas a morrer. A contestação de quem pouco tem não pode ser reprimida como se manifestação de vandalismo se tratasse. O poder político tem que perceber isso. Se não percebe... meta explicador.
SOBRE OS CATEDRÁTICOS DE VERÃO
João Gonçalves, no seu Portugal dos Pequeninos:

Consta que o sr. Carrapatoso - um exemplo puro de "liberal à portuguesa" que deve provocar poluções nocturnas nos alunos da "universidade" que sonham em ser como ele, um dia, passado o excitante ciclo da carne assada - passou por Castelo de Vide. Mais vão passar: Francisco José Viegas (o proto-ministro da cultura de Passos), António Pinto Ribeiro (conhecido profissional do comissariado exposicional português e, pelos vistos, um homem sempre com os olhos postos em qualquer futuro), Rodrigo Moita de Deus (este, por definição onomástica, está em toda a parte) ou Guilherme Oliveira Martins que, por natureza, representa o regime de que Passos jamais se conseguirá livrar. Na "universidade" está, nomeadamente, um miúdo de quinze anos (quando a "universidade" começou tinha apenas catorze) como este futuro "quadro" aqui descrito. «As consolas tiram-me tempo que posso dedicar à vida activa na sociedade (...) Ser um bom ser humano e um bom político. Sempre tive um interesse especial pela política e aqui aprende-se a ser político com grandes nomes do partido.» Com certeza (e que bonito!) que vai ser tudo isso - basta-lhe olhar para "os grandes nomes do partido". Entretanto sugiro ao menino que medite neste post de Tomás Vasques. Devia ser de leitura obrigatória na "universidade" e sempre se poupava em videirinhos.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010


ERA UMA VEZ... | Ouvi ontem o deputado Miguel Relvas assustar os alunos da universidade de verão do PSD com uma bruxa qualquer. Provavelmente ele conhece melhor que ninguém a idade mental dos alunos daquela escola. Fez bem em assustá-los com bruxas e piratas. Deve ser a maneira de perceberem alguma coisa. Digo eu. Porque se não, qual a razão para contar histórias da carochinha às criaturas?


SETEMBRO | É o meu mês. É a altura do ano de que mais gosto. Há muito que é assim. O futuro é agora. É agora que desenho o que quero que me aconteça. Se vai acontecer ou não, veremos. Mas sabe bem iniciar projectos, decidir movimentos improváveis, contornar o efémero.
O telefone e o correio electrónico lembram que o trabalho não parou.
O calor já não maça tanto. Apetece estar na cidade.
As férias já não passam de uma agradável recordação.
Vamos a isto.
+