sábado, 31 de julho de 2010

sexta-feira, 30 de julho de 2010


ANTÓNIO FEIO | Há sorrisos que não se esquecem.
Obrigado, António.

quinta-feira, 29 de julho de 2010


AINDA AS TOURADAS | Gostei deste texto que o Eurico Coelho me enviou há uns tempos. Acho que é oportuno colocá-lo agora aqui. Diz assim:

A Tourada tem, sem dúvida, lugar na cultura portuguesa, devidamente documentada no espaço de um Museu.

A manutenção da sua prática não pode ser confundida com cultura, antes prova a sua ausência, alimentando com inércia irracional, os instintos mais básicos e primários daqueles que ainda consideram os espectáculos de sangue, como uma sensação que lhes enriquece a experiência de viver.

Num Mundo global, consciente dos direitos universais e da preservação e respeito pela natureza, insistir em manter uma actividade como esta, é um verdadeiro contra-senso, para além de constituir um desrespeito à sensibilidade e inteligência do português médio de hoje.

Temos de ganhar a consciência de que há uma minoria cada vez mais restrita a ver com naturalidade este martírio, as touradas já não significam nada para a maioria do povo português. Por falta de representatividade e por ser uma actividade dispendiosa, ela vai desaparecer inevitavelmente. É um luxo apodrecido do qual podemos prescindir. Seria um acto de oportunidade e coragem política abreviar esta sentença, como sinal de amadurecimento de um povo que se emancipa das suas tradições sanguinárias.

As tradições juntam as pessoas em torno de uma crença comum. As touradas são, cada vez mais, um agente fracturante na nossa sociedade, criam desconforto moral, quezílias sociais entre gente simples e são um mau exemplo para as nossas crianças que insistimos em não expor à violência.
Eurico Coelho

ESTÁ LÁ!? | A resolução deste imbróglio entre as milionárias empresas de comunicação quer dizer o quê? Que vamos ter melhores serviços de comunicação? Ou será que o nosso papel nesta história se limita a pagar e calar?

quarta-feira, 28 de julho de 2010


NÃO HÁ "FIESTA" COMO ESTA | O Parlamento da Catalunha aprovou o fim das corridas de touros na região. Afinal as tradições não estão assim tão agarradas à pele dos nossos vizinhos do lado. Atitude civilizada.

segunda-feira, 26 de julho de 2010


36 - ARQUIVO
Trabalhos concebidos entre 1985 e 2010. Direcção de imagem da minha responsabilidade.

VOLTA AO MUNDO EM 80 DIAS NUM BENTLEY | Catálogo que acompanhou a exposição de fotografia de Zica Capristano, no Casino de Lisboa. Concebido e produzido na DDLX.

Volta ao Mundo em 80 Dias num Bentley
Edição: Casino de Lisboa
Produto: Catálogo
Fontes tipográficas: Filosofia | Emigre
Impressão: Corlito
Lisboa. 2010

sábado, 24 de julho de 2010

sexta-feira, 23 de julho de 2010


EM DEFESA DA SOCIAL-DEMOCRACIA | Surpreende-me o reboliço que por aí anda à volta do projecto de alteração da Constituição da República defendido por Passos Coelho. Alega quem contesta o documento que o dito propõe o fim de apoios sociais importantes e defende o despedimento sem mais nem ontem. Acontece que o PPD-PSD nunca foi social-democrata. A dilatação da sigla é que veio convencer muita gente de que o era. Quando o PPD-PSD faz alianças com o PP, é exactamente de uma aliança de pêpês que se trata. A ideia de haver um partido social-democrata de direita é uma originalidade da política portuguesa. Portanto não vejo razão para o alarido. O que está mesmo a mais nesta história é a segunda parte da sigla. Aquele partido deveria chamar-se apenas PPD. Ficava tudo esclarecido.
Imagem: Olof Palme, líder social-democrata sueco, assassinado por fanáticos.

quinta-feira, 22 de julho de 2010



35 - ARQUIVO
Trabalhos concebidos entre 1985 e 2010. Direcção de imagem da minha responsabilidade.
FEIRA DE SANT'IAGO | Neste tempo o cartaz da Feira era produzido a partir de um concurso aberto a todos. Concorri várias vezes. Ganhei umas, perdi outras. Este que aqui mostro foi evidentemente um dos vencedores. Acho que o tema tinha a ver com a festa e a infância. Como brevemente vai ter início mais uma Feira, agora longe do sítio onde foi feliz, lembrei-me de ir buscar este cartaz ao arquivo. Aqui está.

Feira de Sant'iago
Edição: Câmara Municipal de Setúbal
Produto: Cartaz
Fontes tipográficas: Futura | Aplicação: Mecanorma
Impressão: Corlito
Setúbal. 1986

quarta-feira, 21 de julho de 2010




FOI BONITA A DANÇA | Ontem, no largo de São Carlos.
E hoje continua. A não perder.
Festival ao Largo (PROGRAMA).

terça-feira, 20 de julho de 2010


DANÇA AO LARGO | A Companhia Nacional de Bailado vai estar hoje à noite no Largo de São Carlos. Começam hoje os dias da Dança.
É o Festival ao Largo (PROGRAMA).
Na imagem Ana lacerda.

segunda-feira, 19 de julho de 2010


COBRADOR DO FRAQUE | Parece que Angola vai pagar o que deve a empresas portuguesas. Está previsto que a dívida seja regularizada durante os próximos dois meses. Pelos vistos, Cavaco vestiu o fraque e fez-se cobrador.

domingo, 18 de julho de 2010


LIBERDADE | Noventa e dois anos de vida. A liberdade em África tem um nome: Nelson Mandela.
MAIS UM | Defensor de Moura é candidato à Presidência da República: “A minha candidatura vai complementar a de Manuel Alegre. Os meus adversários não serão nem Manuel Alegre, nem Fernando Nobre, mas a candidatura de direita de Cavaco Silva”.
Agora é que não percebo mesmo nada. Esta candidatura é para unir a esquerda? Ou será que este ex-autarca e actual deputado não sabe muito bem o que é essa coisa da esquerda? Sinceramente não percebo esta noção de unidade. Ou por outra: Já percebi tudo.

sábado, 17 de julho de 2010


*

sexta-feira, 16 de julho de 2010

quinta-feira, 15 de julho de 2010

REVOLUÇÃO LIBERAL | O PSD organizou aqui há dias umas Jornadas Parlamentares. Convidou um raminho de sábios e Passos Coelho ditou umas conclusões que nada tinham a ver com os discursos das sapientes figuras. Luís Campos e Cunha e Manuel Vilaverde Cabral falaram, falaram mas ninguém entendeu muito bem o que foram ali fazer. Ernâni Lopes defendeu a redução em vinte por cento dos salários da Função Pública. Ah valente! Assim é que é. Nada de papas na língua.
Percebe-se o discurso completamente ao lado de Coelho. Com amigos daqueles não arranja grandes amigos cá fora.

quarta-feira, 14 de julho de 2010


COMUNIDADE DE LEITURA | valter hugo mãe vai estar hoje, a partir das sete horas da tarde, na Livraria Almedina.

Romancista, poeta e músico, Valter Hugo Mãe (ou valter hugo mãe, como assina) é um dos mais multifacetados escritores portugueses, tendo recebido em 2006 o Prémio Literário José Saramago com a obra O Remorso de Baltazar Serapião. O seu mais recente romance, A Máquina de Fazer Espanhóis, é uma aventura irónica, trágica e divertida, pela madura idade, que será uma maturidade diferente, no qual o indivíduo se repensa para reincidir ou mudar.

Comunidade de Leitores Almedina Saldanha | É a mais antiga Comunidade de Leitores activa numa livraria portuguesa. Mais de cem livros e trinta escritores já passaram pela livraria Almedina do Atrium Saldanha. Moderada pela jornalista e escritora Filipa Melo, esta Comunidade reúne-se duas vezes por mês, afirmando-se como o espaço por excelência de todos aqueles que gostam de ler e conhecer pessoalmente os autores da literatura portuguesa contemporânea.
Todas as sessões são abertas ao público em geral.
Numa parceria da Almedina com a Companhia Teatral do Chiado será oferecido um voucher para a peça «Amor com Amor se Paga» aos participantes destas sessões.

Organização: Filipa Melo e Almedina

Livraria Almedina

Atrium Saldanha
Praça Duque de Saldanha, 1
Loja 71, 2º Piso

terça-feira, 13 de julho de 2010


SILÊNCIO | Nada a assinalar.
Esta calma perturba.
Está tudo de férias, não é?

segunda-feira, 12 de julho de 2010


34 - ARQUIVO
Trabalhos concebidos entre 1985 e 2010. Direcção de imagem da minha responsabilidade.
Teatro O BANDO | A ideia nasceu para assinalar os vinte anos do grupo liderado por João Brites. Foi concebido pelo meu atelier com a colaboração de Inês Lamim. Natércia Campos acompanhou o desenrolar da operação com a dedicação que a caracterizava. Deu muito trabalho. Resultou num bom trabalho.

O BANDO | Monografia de um Grupo de Teatro
no seu Vigésimo Aniversário

Edição: Teatro O Bando
Produto: Livro
Software: QuarkXpress
Fontes tipográficas: Garamond | Futura
Impressão: Corlito
Lisboa. 1994

sábado, 10 de julho de 2010


*

sexta-feira, 9 de julho de 2010



LIBERDADES | O regime cubano não aflige o seu povo. Em Cuba a liberdade é total. Só se queixa quem não concorda com aquela ampla liberdade que liberta o povo dos traidores maldizentes. Em Cuba não há presos políticos. Há, isso sim, traidores e inimigos da liberdade. Esses devem ser esmagados pelo poder do povo.

Guillermo Fariñas tem outra noção de liberdade. A que os dirigentes cubanos lhe fornecem não chega
. Fariñas quer liberdade a sério. Daquela liberdade que nos permite existir uns com os outros. A greve de fome acabou. A fome de liberdade mantém-se.

quinta-feira, 8 de julho de 2010



O LARGO | Antigamente, o largo era o centro de mundo. Assim começa o bonito conto de Manuel da Fonseca. Hoje já não é bem assim, mas o largo que fica mesmo em frente ao Teatro de São Carlos é, nas noites de brasa que nos esmagam, o centro do melhor que o mundo tem: Música de excelência numa imensa sala de concertos a céu aberto. A moldura humana é impressionante. Que bem que sabem estas noites a ouvir Mendelssohn, Tchaicovsky, Mozart, Piazzolla, Strauss, Verdi interpretados por músicos de elevada qualidade. A partir de dia 20 começa a dança. Voltarei a falar destas noites magníficas.
Os espectáculos começam às 22 horas em ponto.
O programa está todo aqui.

quarta-feira, 7 de julho de 2010


As pessoas que lêem os tablóides merecem que lhes mintam
Esta frase pertence a Jerry Seinfeld. Foi o Rui Bebiano que a publicou no seu mural do Facebook.
Não posso estar mais de acordo.
Entretanto percebi, ao ler os jornais do dia, que esta frase foi publicada na secção Escrito na Pedra, do Público. O Rui Bebiano explica a procedência, mas eu não me apercebi. Justificado.

terça-feira, 6 de julho de 2010


33 - ARQUIVO
Trabalhos concebidos entre 1985 e 2010. Direcção de imagem da minha responsabilidade.
Rios de Portugal |O projecto foi concebido por José Manuel Fernandes e Maurício Abreu. O José Manuel tratou do texto e o Maurício das fotografias e produção. Eu fiz a parte gráfica.
Rios de Portugal
Autores: José manuel Fernandes | Maurício Abreu
Edição: Círculo de Leitores
Produto: Livro
Software: QuarkXpress
Fontes tipográficas: Garamond | Futura
Impressão: Printer
Lisboa. 1988

segunda-feira, 5 de julho de 2010



ENCONTRO DE AMIGOS |
Não me encontrava com o meu amigo Carlos Alvarenga há perto de dois anos. Valha-nos o relacionamento no facebook. Foi para Pamplona, casou, ficou por lá e agora veio com o seu companheiro visitar família e amigos. Amanhã segue para São Salvador e depois para o seu Rio de Janeiro. Carlos Alvarenga é o nome real do poeta Oscar Mourave. O poeta trouxe o seu livro editado em Espanha para meu contentamento. Este almoço foi no Fidalgo. E foi um grande convívio entre amigos.

ACONTECIMENTO | Há dez anos que não se manifestava em trabalho gravado. Por isso, a colocação à venda em Portugal de um novo cd de Laurie Anderson é motivo de festa. Eu estou em festa. E a coisa está para durar.

domingo, 4 de julho de 2010


TODOS OS CAMINHOS | Anda por aí muito especialista em política de finanças de carreiros e outros financiamentos de circulações. Confesso que é negócio em que não me sinto à vontade para dar contributo. Por isso pergunto: se não for o princípio do utilizador-pagador que prevalecer, será a velha fórmula popular do quem-pagou-pagou que deverá ser adoptada para colmatar a despesa? Ou seja, pagamos todos, mesmo sem meter lá os pneus, e não se fala mais nisso?

sábado, 3 de julho de 2010

sexta-feira, 2 de julho de 2010



NEGÓCIOS | A confusão instalou-se entre accionistas de grandes grupos de telecomunicações, altos funcionários europeus, presidentes de empresas e primeiros-ministros, por causa de um grande negócio do ramo. Comunicar é, se dúvidas ainda tivéssemos está agora provado, um esdrúxulo negócio. Para alguns, é claro.

quinta-feira, 1 de julho de 2010



DO PIORIO
| Diz que Philippe Besson é o escritor da moda em França. Não sei, não sou de modas e na literatura então prefiro as coisas quando começam a ter alguma poeira. Não podemos ler tudo. E confesso que Besson ainda não foi por mim convocado. Acontece que hoje, um artigo de André Brito, no i, sobre o dito escriba, deixou-me curioso com uma passagem que, não sendo novidade, esclarece algo que me intrigava. Sarkozy, o marido da Carla Bruni e também presidente de França (e talvez por via disso), é hoje, para muita gente, um tipo fixe. Besson diz que não. "É uma pessoa tão vulgar. Os europeus costumam criticar Berlusconi, mas não imaginam que Sarkosi é muito pior, mais populista e individualista. Tem sobretudo a ver com a identidade, com a definição do ser francês: se for de cor não é francês, uma vergonha". Um dia destes vou ler Philippe Besson.
+