quarta-feira, 29 de dezembro de 2010



LIVRO DE RECLAMAÇÕES | Vivo em Setúbal. Utilizo os comboios da Fertagus para me deslocar diariamente para Lisboa. Há nisto vantagens evidentes. Os horários são cumpridos e a viagem é tranquila. Para além destes benefícios há também a vantagem de se evitar a frequência do trânsito na ponte 25 de Abril, e a poupança de fundos também não é nada de deitar fora. Vamos utilizar os transportes públicos, portanto. Há no entanto um problemazito. Para nos deslocarmos para a renovada (e horrorosa) estação ferroviária de Setúbal, a utilização do carro particular poderia ser uma hipótese. Pois tirem o cavalinho da chuva. Que o mesmo é dizer: deixem o carrinho à porta de casa. Acontece que ao chegarmos ao local, verificamos que todos os locais de estacionamento em redor da estação são pagos. Mais: a permanência máxima permitida é de duas horas. Quem vai para Lisboa passaria o dia em viagens para vir colocar moedas no parquímetro. Mais ainda: os parques da estação propriamente ditos não são alternativa: não estão em funcionamento, apesar de prontos há muito tempo. A fotografia mostra o parque fronteiro ao local de embarque. Este parque estava a abarrotar quando era possivel estacionar. Agora não serve rigorosamente para nada. Nem percebo como faz aqui negócio uma empresa de exploração de estacionamentos. Quem são os responsáveis por este notável empreendimento?
+