sábado, 9 de outubro de 2010



BICO CALADO | Funcionários no activo vão poder continuar a acumular com reformas: altos quadros de empresas públicas, deputados, autarcas, e até mesmo Cavaco Silva, vão continuar a usufruir de algo que nunca nos passará pelo pêlo. Ou seja, o Governo recuou porque estão em causa regalias que abrangem gente de todos os partidos políticos. Logo a coisa deita por terra os "princípios de justiça" que esquerda e direita, e salvaguardando as devidas diferenças ideológicas, sempre apregoam. Há momentos em que preferem meter a viola no saco. Afinal a crise não é para todos. Mesmo.
Imagem: Sem mãos a medir. Desenho de João Abel Manta.
+